Entrevista com Frédéric Worms. O que é a vida – com A. Magnelli e Caio Souto

Publicamos hoje a entrevista legendada em português do filósofo francês Frédéric Worms no primeiro encontro do Ciclo de Humanidades 2021, com o tema “O que é a vida?” (realizado pela BiblioMaison/Consulado da França & Ateliê de Humanidades).

A entrevista foi feita no dia 27 de abril por André Magnelli e Caio Souto. Foram cinco questões, respondidas pelo autor com grande clareza e vitalidade. As duas primeiras trataram dos “momentos” da história da filosofia francesa no século XX e o lugar da filosofia de Henri Bergson nesse percurso; as três questões seguintes trataram do momento presente, abordando os ensaios de Worms sobre filosofia da vida, humanismo vital e cuidado.

Tempo do vídeo:
49 minutos

Quem é Frédéric Worms?

É professor de filosofia da Escola Normal Superior de Paris e diretor do Centro Internacional para o estudo da filosofia francesa contemporânea (CIEPFC). Sua linha de pesquisa está centrada principalmente na história da filosofia contemporânea. É conceituado especialista em Henri Bergson e investigador sobre filosofia da vida e humanismo vital. É autor de vários livros, entre eles: Bergson ou Les deux sens de la vie ( Paris: PUF, 2004), La Philosophie en France au xxe siècle. Moments (Paris: Gallimard, 2009), Le Moment du soin. À quoi tenons-nous ? (Paris: PUF, 2010), La vie qui unit et qui sépare (Paris: Payot, 2013), Pour un humanisme vital : lettres sur la vie, la mort, le moment présent (Paris: Odile Jacob, 2019).


Assista às outras entrevistas do Ciclo de Humanidades

Entrevista com Nathalie Heinich. O que pode a arte?

Publicamos hoje a entrevista legendada em português da socióloga francesa Nathalie Heinich, feita no contexto do segundo encontro do Ciclo de Humanidades, com o tema “O que pode a arte?” (realizado pela BiblioMaison/Consulado da França & Ateliê de Humanidades). Começamos tratando da forma como Heinich compreende a sociologia em sua relação com a arte. Em… Continuar Lendo →

Deixe uma resposta

por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: