Ciclo de Humanidades 2022 – Criticar, resistir, governar: refazer a política na era da desconfiança – com Alessandra Maia, Diogo Cunha e Felipe Maia

Após tratar dos populismos, aprofundaremos nosso debate sobre as democracias explorando um paradoxo: de um lado, viver democraticamente implica o exercício do dissenso, da crítica, da resistência, do impedimento, da desobediência, da denúncia etc. Por outro lado, a democracia necessita da construção de consensos e de um governo que organize um horizonte comum de bem... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. A bancada da Bíblia bancando inquisição? – por Thiago Pacheco

No início de maio, foi aprovado com urgência na Câmara dos Deputados um projeto de lei que proíbe o uso do nome "Bíblia" ou "Bíblia Sagrada" em "qualquer publicação impressa e/ou eletrônica com conteúdo (livros, capítulos e versículos) diferente do já consagrado há milênios pelas diversas religiões Cristãs". A motivação principal de seu propositor são... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. A coragem de ideias fortes: uma homenagem a Luiz Pinguelli Rosa – por André Magnelli

Preparando-me para a palestra que farei próxima semana no Coloquio 100 años de Pablo González Casanova com a presença dos colegas Jaime Preciado Coronado e Jaime Torres Guillén, organizada pelo Centro Universitario de Ciencias Sociales y Humanidades da Universidad de Guadalajara, México, lembrei-me de que havia escrito há muito tempo uma resenha sobre o livro... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. O que é a Teoria Crítica da Colonialidade (TCC): uma brevíssima apresentação – por Paulo Henrique Martins

Logo mais, às 14h (Brasília/Buenos Aires, GMT-3), teremos o segundo encontro de lançamento do livro Critical Theory of Coloniality, de Paulo Henrique Martins (Routledge, 2022). Tendo a mediação de André Magnelli e a presença de Paulo, será uma mesa com Adrián Scribano, Jaime Rios, Stéphane Dufoix e Breno Bringel (infelizmente, por razões de saúde, Nora Garita... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Por uma crítica do populismo em nome de mais (e não menos) democracia – por Felipe Maia

Na última quinta-feira, tivemos o primeiro encontro do Ciclo de Humanidades 2022 com o tema "A democracia polarizada". Conversamos sobre o livro "O século do populismo: história, teoria, crítica" (Ateliê de Humanidades Editorial, 2021), tendo a presença do próprio autor Pierre Rosanvallon. O vídeo está disponível com os áudios originais no canal da BiblioMaison; depois,... Continuar Lendo →

Ciclo de Humanidades 2022 – A democracia polarizada: navegando no século do populismo – com Pierre Rosanvallon, Christian Lynch e Tatiana Roque

Pelos vários cantos do mundo, as democracias estão em crise e se tornam polarizadas por líderes e movimentos ditos “populistas”. Mas o que são mesmo os populismos? O que eles estão nos dizendo sobre o que não vai bem conosco? Como podemos navegar nas águas revoltas da crise democrática sem afundar em “democraturas”? Como fazer... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Zelensky sem narrativas: por um realismo do povo comum, por Jeudiel Martinez

Após um interregno em que estávamos fechando alguns dos próximos livros do Ateliê de Humanidades Editorial e também da Biblioteca Básica Latino-Americana (BBLA), retomamos as publicações do Fios do Tempo trazendo mais uma análise sobre a Guerra na Ucrânia. Inicialmente, havíamos publicado a entrevista do sociólogo russo Greg Yudin sobre "O que se passa na... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. O que se passa na Rússia de Putin? – Entrevista com o sociólogo russo Greg Yudin (por David Ernesto García Doell)

A tradição de crítica ao imperialismo norte-americano e a visão da Rússia através de um nostalgismo sovietista são uma boa forma de cegar-se a respeito do que é a Rússia, do que se passa no regime de Putin e do que pode acarretar a Guerra na Ucrânia. Para trazer elementos de compreensão do que está... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. O caso telegram e as tecnocracias transnacionais – por Marcos Lacerda

O caso Telegram animou o debate público brasileiro por causa da decisão de bloqueio por parte do Ministro Alexandre de Moraes. Terá sido uma decisão acertada do ponto de vista jurídico? Terá ela justificações políticas ou pragmáticas que vão além da questão legal? Trazemos a análise de Marcos Lacerda sobre a questões implicadas em tais... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Ángel Rama, um intelectual latino-americanista – por Facundo Gómez

Em 03 de março, fizemos uma conversa virtual no Ateliê de Humanidades sobre o crítico, editor e mediador cultural Ángel Rama, realizada em torno do livro “América latina: um povo em marcha”, publicado na Biblioteca Básica Latino-Americana (BBLA), uma realização da Fundação Darcy Ribeiro. Nesta conversa, tivemos a presença do organizador e apresentador do volume,... Continuar Lendo →

por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: