Fios do Tempo. Marighella: uma panfletagem política muito bem encenada e produzida – por Thiago Pacheco

É muito difícil formular hoje em dia opiniões argumentadas que extravazem enquadramentos políticos pré-estabelecidos. É este o desconforto de partida de Thiago Pacheco, que faz sua análise do filme Marighella, enquanto obra ficcional pautada em uma mímesis referenciada em fatos históricos. Reconhecendo, com o filósofo Paul Ricoeur, a complexidade de toda e qualquer mímesis narrativa,... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Por uma problematização sobre desigualdades duradouras, políticas públicas de desenvolvimento e desigualdades raciais no Brasil – por Elias Sampaio

Por que o Brasil possui uma das maiores e mais duradouras desigualdades sociais do mundo, apesar de ser um dos mais ricos? E como que a desigualdade racial pode ser não apenas a chave de explicação deste processo, como também a perspectiva teórica e metodológica através da qual as políticas públicas de desenvolvimento seriam reformuladas... Continuar Lendo →

Fios do Tempo: Combate-contra ou combate-entre? Um filme que não acertou as horas com o século 21- por Aldo Tavares

Como era de se esperar, Marighella, filme dirigido por Wagner Moura, gerou suas comoções, entre repúdios da direita e catarses de esquerda. Para além da questão sobre a qualidade ou não da obra cinematográfica, como podemos refletir sobre a concepção de poder e de combate político presente na figura do guerrilheiro? Em seu retorno ao... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Um novo fantasma paira sobre a sociedade moderna: o populismo

Fala-se muito, hoje, de populismo, mas o que é o populismo, mesmo? No texto de hoje, Elimar Pinheiro do Nascimento, professor da UNB e pesquisador do Centro de Desenvolvimento Sustentável (CDS-UNB), traz uma contribuição para a análise da natureza dos populismos em um diálogo crítico com o livro O século do populismo: história, teoria, crítica,... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. “É difícil defender, só com palavras, a vida” – por Lindoberg Campos

Em sua coluna quinzenal no Fios do Tempo, Lindoberg Campos abre uma nova seara em sua escrita, deslocando a reflexão do registro da história do Brasil e da atual crise política e cultural, para defrontar-se com uma tema existencial: "o que há diante da morte? O que existe diante da morte? O que é a... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Sou um comparatista? – por Luiz Costa Lima

No texto de hoje no Fios do Tempo, o filósofo e crítico literário Luiz Costa Lima se pergunta: "sou um comparatista?". Refletindo em voz alta na busca de uma resposta, ele reconstitui sua trajetória acadêmica entre Brasil, EUA e Alemanha, em um relato biográfico que se entremeia à história de sua geração. Ao chegar ao... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. O Pastor Müntzer como metáfora do profeta Daniel – por Nelson Lellis

Continuamos hoje nossas publicações em torno da recordação dos 504 anos da Reforma Protestante. Depois da publicação de "A retórica no Evangelho de Lucas", escrito por Emerson Rocha de Almeida, trazemos agora o estudo micro-histórico de Nelson Lellis sobre o sermão do pastor reformador Thomas Müntzer baseado no profeta Daniel. Ao contrário de outros reformadores,... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Antes do céu cair – por Jaider Esbell

Ontem, dia 02 de novembro, fomos surpreendidos com a notícia de que o artista indígena contemporâneo Jaider Esbell não está mais entre nós. Sendo do povo Macuxi, originários do monte Roraima (região da Raposa Serra do Sol), Jaider reunia em si os talentos da arte, do pensamento e da escrita (mais informações sobre sua biografia... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. A retórica no Evangelho de Lucas – por Emerson Rocha de Almeida

Ontem, 31 de outubro, foi a data de recordação da Reforma Protestante. Aproveitando esse contexto, publicamos neste semana, no Fios do Tempo, alguns estudos de história do cristianismo e exegese bíblica, escritos por competentes jovens pesquisadores brasileiros. Publicamos primeiramente um texto de Emerson Rocha de Almeida, professor de grego e competente exegeta. A partir de... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. O drama do narcisismo brasileiro – por Lindoberg Campos

Brasil vive a se contemplar no espelho de Narciso trazido pelas Caravelas que aqui aportaram. Esta é a provocação de Lindoberg Campos em seu mais novo artigo no Fios do Tempo. Se Narciso acha feio o que não é espelho, cegando-se para sua própria imagem e a do mundo, nem sempre é uma boa coisa... Continuar Lendo →

por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: