Fios do Tempo. Como ser imune à falsa generosidade? – por André Magnelli

Publicamos hoje no Fios do tempo: análises do presente um artigo de André Magnelli sobre o sentido e os limites da proposta de recuperar a lógica do dom. Sendo o último artigo de uma série publicada no Jornal do Brasil (aqui em segunda versão ampliada), ele traz uma reflexão realista sobre a prática do dom:... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. A canção brasileira como música de invenção e ensaio – por Marcos Lacerda

Publicamos hoje no Fios do tempo: análises do presente o primeiro artigo da série e temporada Brasil, entre ideias e canções, com publicações sobre música popular brasileira na tribuna Fios do tempo e no podcast República de Ideias. Sob liderança do sociólogo, ensaísta e crítico Marcos Lacerda, livre-pesquisador do Ateliê de Humanidades e ex-diretor do... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. A quem interessa esquecer Fabrício Queiroz? – por Marcos Nobre

O Fios do tempo: análises do presente traz hoje um artigo de Marcos Nobre (Unicamp). Sendo um dos principais analistas contemporâneos, Nobre lança uma provocativa pergunta: a quem interessa esquecer Fabrício Queiroz? A ela responde de modo inesperado, fazendo uma fina análise de conjuntura política, esquivando-se de uma costumeira interpretação partidária. Constatando como Bolsonaro "vive... Continuar Lendo →

Fios do tempo. Quando a transparência nos assujeita – por Marco Aurélio de Carvalho Silva

O Fios do tempo: análises do presente publica hoje um artigo de Marco Aurélio de Carvalho Silva que analisa as mudanças nas práticas ascéticas em nossa "sociedade da transparência". Dialogando a psicanálise de Freud e Lacan com autores como Walter Benjamin, Richard Sennett, Byung-Chul Han e Marcel Gauchet, Marco Aurélio reflete sobre as consequências negativas... Continuar Lendo →

Fios do tempo. Abrir a sociologia ao mundo e à universalidade – por Stéphane Dufoix e Sari Hanafi

Temos a honra de publicar hoje no Fios do tempo: análises do presente um artigo dos sociólogos Stéphane Dufoix e Sari Hanafi, que defende a abertura da sociologia para uma universalidade que seja do tamanho do mundo. Com isso, eles expressam o esforço da International Sociological Association (ISA) para tornar as ciências sociais mais sensíveis... Continuar Lendo →

Fios do tempo. O poder do Neutro: ou como o Estado sabe encantar – por Aldo Tavares

Na saída das comemorações do dia da independência, publicamos hoje no Fios do tempo: análises do presente um artigo de Aldo Tavares sobre a força do patriotismo. Por que o nacionalismo pode ser marcante mesmo quando o Estado é ausente ou negativo na vida cotidiana dos indivíduos? Qual seu poder de sedução? Qual sua força... Continuar Lendo →

Fios do tempo. Meu coração é verde, amarelo, branco, azul-anil…e vermelho – por Lindoberg Campos

Neste dia comemorativo de 07 de setembro, o Fios do tempo: análises do presente publica um artigo de Lindoberg Campos, propondo uma reflexão sobre o que é esta "pátria amada, Brasil". Trazendo à tona as histórias esquecidas sobre as quais o país se construiu  e se constrói, Lindoberg propõe um sentido em ser patriota, para... Continuar Lendo →

Fios do tempo. Sobre os fios – por Elton Luiz Leite de Souza

O Fios do tempo: análises do presente publica, neste sábado, artigo de Elton Luiz Leite de Souza, que estreia como colaborador periódico de nossa tribuna. Com toda sua cultura filosófica e mitopoética, Elton Leite nos nodela em uma reflexão sobre a imagem de pensamento que norteia este espaço de análises: o que são os fios?... Continuar Lendo →

Fios do tempo. O anti-intelectualismo diante da figuração moderna do horrível – por Paulo Henrique Martins

O "Fios do tempo: análises do presente" publica hoje um artigo de Paulo Henrique Martins (UFPE) sobre a ascensão do anti-intelectualismo. Diagnosticando o avanço do desconstrutivismo não apenas como resposta a uma crise da modernidade, mas também como movimento autofágico do capitalismo neoliberal, Paulo Henrique contribui para nossa reflexão, feita nesta semana no Ciclo de... Continuar Lendo →

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: