#069 Criticar, resistir, governar – Ciclo de Humanidades com Diogo Cunha, Alessandra Maia e Felipe Maia

Nesse episódio, trazemos o segundo encontro do Ciclo de Humanidades 2022, intitulado “Criticar, resistir, governar: refazer a política na Era da Desconfiança”, com participação de Diogo Cunha (UFPE, tradutor de Pierre Rosanvallon pelo Ateliê de Humanidades Editorial), Alessandra Maia (PUC-RJ) e Felipe Maia (UFJF). Nele pudemos conversar sobre um tema do livro “A contrademocracia: a política na era da desconfiança“, que acabou de ser publicado pelo Ateliê de Humanidades Editorial.

O encontro foi transmitido ao vivo no Youtube, pelo canal da Bibliomaison e nesse episódio você encontra uma versão editada.

Tema

Após tratar dos populismos, aprofundaremos nosso debate sobre as democracias explorando um paradoxo: de um lado, viver democraticamente implica o exercício do dissenso, da crítica, da resistência, do impedimento, da desobediência, da denúncia etc. Por outro lado, a democracia necessita da construção de consensos e de um governo que organize um horizonte comum de bem viver e agir coletivamente. Como lidar com este aparente paradoxo? Qual a importância do dissenso e da desobediência? Por que nossas sociedades são tão ingovernáveis e desconfiadas? Em meio a tantas injustiças, incertezas e conflitos, como estabelecer laços de confiança e convívio? É possível construir um bom governo que evite a autodestruição das democracias pelo desencanto, degagismo e cinismo?

Tópicos discutidos: Democracia; Política; Desconfiança; Governo



Escolha algum dos armazenadores de podcast abaixo.
É só clicar!

Últimos Posts

Deixe uma resposta

por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: