Conversa virtual sobre o livro: “A ideologia modernista”, de Luís Augusto Fischer

Chegando a um pequeno recesso de final do ano, estamos em nossas últimas atividades públicas. Dentre elas, temos duas rodadas de conversa virtual sobre o livro “A ideologia modernista: a semana de 22 e sua consagração”, contando com o autor Luís Augusto Fischer (UFRGS), que dialogará com Marcos Lacerda (UFPel) e André Magnelli (Ateliê de Humanidades).

Na primeira rodada, dia 08 de dezembro (às 19h, quinta), apresentamos o livro e percorremos a formação e o desdobramento da ideologia modernista de 1922 até 1972; na segunda rodada, dia 14 de dezembro (às 19h, quarta), fazemos um diálogo sobre o que ocorreu entre o cinquentenário e o centenário da semana de Arte Moderna.

O que é a “ideologia” modernista, segundo o autor? Como ela se formou? Como ocorreu a propagação da ideia de que a semana de Arte Moderna de 22 revolucionou a cultura brasileira? Ela se baseia em quais quadros, formais, estéticos, históricos, políticos? Por que a centralidade do modernismo paulista se tornou a versão oficial da nossa história? Qual é o lugar de Mário de Andrade nisso? Em que consiste a força do modernismo de São Paulo, a ponto de relegarmos a segundo plano, segundo o autor, a diversidade regional dos movimentos culturais e artísticos no Brasil? O que fazer para recontar esta história declinando o modernismo no plural? Mas será mesmo que o modernismo de 22 não foi plural e atento à diversidade regional, artística e cultural do país? Eis algumas questões centrais de nossa conversa.

Primeira rodada
08 de dezembro, quinta-feira, às 19h

Segunda rodada
14 de dezembro, quarta-feira, às 19h

Catálogo do Ateliê de Humanidades Editorial


Últimos posts

Deixe uma resposta

por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: