Flipelô/Casa de Castro Alves. A potência do ficcional: literatura como arte da convivência

A ficção possui uma potência de criação social? Como a escrita poética e literária pode ser entendida como uma arte de recordar, materializar, traduzir e criar modos de convivência. No dia da Consciência Negra (20 de novembro, às 14h), o Ateliê de Humanidades, em parceira com a Casa de Castro Alves e com o movimento convivialista no Brasil, realiza a conversa virtual “A potência da ficção: a literatura como arte da convivência” na Feira Literária do Pelourinho (Flipelô) com a participação de André Magnelli (Ateliê de Humanidades), Michele Guerreiro (UFPB) e Lindoberg Campos (UFOP).

Onde?

20 de novembro (sábado)

Que horas?

14 horas

Onde?


Ciclo de Humanidades 2022. No tempo do sensível, segundo encontro: O teatro do mundo: quando o corpo se faz presente
Diante da virtualização das relações sociais e da informacionalização da sociedade, o …
Conversa virtual. O populismo no tribunal da razão?
Na semana que antecede o primeiro turno das eleições estaduais e federais, …
Palestra. Os saberes necessários à educação de nosso tempo, por André Magnelli
Nesta quinta-feira, 23 de setembro, será realizada a palestra "Os saberes necessários …
Fios do Tempo. Transformar a educação em face à Inteligência Artificial – por Cédric Villani et al.
Estando a preparar minha palestra sobre "Os saberes necessários à educação de …

Últimos Posts

Deixe uma resposta

por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: