Podcast. Entrevista com Alfredo Pena-Vega (II): As universidades em uma perspectiva global

Segunda parte da entrevista com Alfredo Pena-Vega, professor e pesquisador do Centre Edgar Morin (EHESS/CNRS). Ela foi feita no contexto do primeiro encontro do “Ciclo de Humanidades: ideias e debates em filosofia e ciências sociais“, com o tema: “Ética complexa: religar o mundo, assumir o humano“, ocorrido no dia 28 de março de 2019 na BiblioMaison/Consulado da França, com apoio da Editora Sulina. A primeira entrevista foi “Em torno de Edgar Morin” e a terceira é “Entre ecologia complexa e fenomenologia das catástrofes“.


Escolha algum dos armazenadores de podcast abaixo.
É só clicar!



Fios do Tempo. Miscelánea de epifanías – por Gabriel Restrepo

Iniciando el Fios do Tempo [Hilos del Tiempo] de 2022, hoy traemos la “miscelánea de epifanías” del gran sociólogo, filósofo, poeta y amigo colombiano Gabriel Restrepo. Con su festín al “pensar súbito”, realizado en una retórica barroca resonada en diferentes timbres, Restrepo recorre un viaje de siete pasos con su habitual densidad simbólico-existencial, para ser… Continuar Lendo →

Cosmovisão andina e cultura material (pré-lançamento)

Sem o amor não existiria a sociedade. Ao recuperar a clássica distinção grega entre “Éros”, “Filia” e “Ágape”, este livro faz muito mais do que propor um novo conceito sociológico, aliás, o primeiro grande valor deste livro excepcionalmente original. O ágape, entendido como ação e relação social, funda-se na gratuidade e na doação: é “excedência” que oferece sempre alguma coisa que supera o quanto a situação requer, é sempre alguma coisa “a mais”. O amor é uma forma de vínculo social presente não apenas na dimensão micro da ação, pois ele também é constitutivo das organizações sociais e do nível macro das estruturas e ordens sociais. Além disso, seu inegável potencial crítico faz dele uma categoria chave para pensar e repensar criticamente nossas formas de vida social.

Série Bio [antropo] Lógica

A série Bio [antropo] Lógica do Ateliê de Humanidades Editorial é dedicada à publicação de investigações no entrecruzamento das ciências do humano, da natureza e da vida. Ela tem um duplo objetivo. Por um lado, visa proporcionar a revigoração do projeto da Antropologia como ciência do humano, voltado para a investigação da unidade e diversidade… Continuar Lendo →

Série Filosofia e Teoria Social – Ateliê de Humanidades Editorial

A coleção tem como missão publicar textos clássicos e contemporâneos em teoria social e em ciências sociais (teoricamente orientadas), contribuindo para uma renovação significativa das ciências sociais brasileiras. A política editorial é de abertura e passa por uma redefinição de fronteiras disciplinares. Nesse sentido, ela acolhe dois tipos de textos. Primeiramente, a publicação de livros… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Votos por alguma forma de fortaleza – por Luiz Costa Lima

A passagem do ano tem o poder de renovar simbolicamente o fio da esperança. Mesmo quando estamos em meio ao som e à fúria, em uma história narrada por um idiota num enredo sem sentido, há alguma forma de fortaleza que podemos extrair deste desastre. E, com esta tenacidade, mantém-se aberta a brecha para que,… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Então é Natal… e o que você fez? – por Lindoberg Campos

Trazemos hoje, no Fios do Tempo, o belo texto de Lindoberg Campos sobre o sentido do Natal. Tomando como mote a canção “Então é Natal”, que foi consagrada em português na voz de Simone (e composta em inglês por John Lenon e Yoko Ono), Lindoberg tece sua reflexão dialogando com a teologia, a literatura e,… Continuar Lendo →

Não nascemos para morrer, mas para começar o novo – por Hannah Arendt

O Ateliê de Humanidades retorna do recesso hoje, dia 06 de janeiro, sob o espírito de um novo ano que se inicia, com Pontos de Leitura sobre Hannah Arendt.

E que o novo nasça, sempre, de novo.

Fios do Tempo. A ascensão conservadora e a complexa trama de ideias da nova direita – por Marcos Lacerda

Como compreender a ascensão conservadora ocorrida nos últimos anos no Brasil? Como deslindar a complexa trama de ideias que constitui a nova direita tanto mundial quanto nacional? Muitas tentativas estão sendo feitas nos últimos anos, mas larga parte delas é marcada pela caricatura própria da luta político-partidária, que dificulta ainda mais a compreensão da natureza… Continuar Lendo →

ATELIE-CAMPANHA.rodapé

Deixe uma resposta

por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: