Ciclo de Humanidades: ideias e debates em filosofia e ciências sociais

Apresentação

Há uma percepção generalizada de que vivemos rápidas transformações em todas as dimensões da vida. Nas relações afetivas e íntimas, nas instituições sociais, na política, na economia, na cultura, nenhuma esfera da existência parece escapar a uma ansiedade que parece empurrar tudo quanto existe ao perecimento. São tempos de mutação e, por isso, de crises que se sucedem e se sobrepõem nos deixando perplexos, com dificuldades de compreender o que se passa e para onde estamos indo. Afora todas os problemas inerentes ao entendimento do mundo, de nós mesmos e dos outros, o “espírito do tempo” nos contemplou também com o ressurgimento de um velho desafeto das ideias: o anti-intelectualismo em ascensão, expresso tanto na reciclagem dos velhos obscurantismos quanto nas novas versões dos cientificismos.

Diante de tais desafios, o apelo à reflexão se renova. A fim de contribuir para o esforço coletivo de pensar o tempo presente e de buscar saídas humanamente viáveis para as encruzilhadas do labirinto em que nos encontramos, o Ateliê de Humanidades realizará o Ciclo de Humanidades: ideias e debates em filosofia e ciência sociais, a ocorrer mensalmente ao longo de 2019 na BiblioMaison (biblioteca do Consulado da França no Rio de Janeiro) como parte das Quintas da Maison. Em nosso Ciclo, buscaremos articular as reflexões críticas e os diagnóstico de crise com uma atitude propositiva, disposta a pensar as reformas possíveis de serem feitas e as metamorfoses generativas em curso.

Para tanto, trabalharemos ideias e debates de autores franceses ou francófonos tais como Edgar Morin, Bruno Latour, Isabelle Stengers, Luc Boltanski, Michel Foucault, Jacques Derrida, Emmanuel Levinas, Cornelius Castoriadis, Marcel Gauchet, Pierre Rosanvallon, Alain Caillé e os intelectuais do Mouvement anti-utilitariste en sciences sociales (M.A.U.S.S.), tendo em vista refletir sobre questões clássicas e contemporâneas por meio de um diálogo aberto com a filosofia, a antropologia, a sociologia, a ciência política e a psicanálise; e buscando realizar também uma conexão do pensamento francês com outras tradições, como a brasileira e a alemã. Com este intuito, percorremos pelos seguintes temas ao longo do ano:

  • A crise dos saberes e as reformas da ciência, do pensamento e da educação;
  • A crise existencial e dos valores, as reflexões éticas e as propostas de reforma de vida e de autonomia;
  • As crises e mutações das democracias contemporâneas e os desafios do político;
  • A crise ecológica, o Antropoceno e as propostas de ecologia política;
  • Crises, mutações e dinâmicas do sagrado e das experiências religiosas entre a existência, a ética e a política;
  • As crises e mutações do capitalismo, bem como as possibilidades de crítica e de transformação econômica e social.

Local de realização

BiblioMaison (Av. Pres. Antônio Carlos, 58 – Centro)

Horário

19h-20:30 (podendo se estender até 21h)

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: