Sociologia do amor


Sociologia do amor:
ágape na vida social

Gennaro Iorio


Apresentação

O dado fundamental da vida é que precisamos de princípios que não apenas nos direcionem – e, portanto, que sejam fortes –, mas também que sejam capazes de acolher a novidade e a abertura para o que é novo. Nossa tentativa é justamente a de explorar, com o ágape, um ponto de vista crítico para ir contra a corrente turbulenta de nossos tempos, uma corrente feita de regras contratuais, de solidão e de ansiedade generalizada. Nesse sentido, além da sociologia, o ágape se apresenta como um horizonte ético e expressa uma necessidade de liberdade que nunca poderá ser definida.

A abertura conatural do ágape em relação a qualquer outra alteridade pode assumir um ponto de vista privilegiado que – ao mostrar os mecanismos e contradições das formações sociais – age de tal maneira que a sociologia pode realizar sua tarefa científica e sua função crítica, na medida em que se orienta para a transformação das estruturas sociais existentes e para uma melhor adaptação entre formas institucionais de vida e práticas sociais mutáveis. Dessa forma, a sociologia pode redescobrir um ponto de vista crítico que, por meio de uma troca hermenêutica, poderia contribuir de maneira específica para a construção social da própria realidade, em uma direção emancipatória.

Orelha de Carlos Eduardo Sell

Sem o amor não existiria a sociedade. Ao recuperar a clássica distinção grega entre “Éros”, “Filia” e “Ágape”, este livro faz muito mais do que propor um novo conceito sociológico, aliás, o primeiro grande valor deste livro excepcionalmente original. O ágape, entendido como ação e relação social, funda-se na gratuidade e na doação: é “excedência” que oferece sempre alguma coisa que supera o quanto a situação requer, é sempre alguma coisa “a mais”. O amor é uma forma de vínculo social presente não apenas na dimensão micro da ação, pois ele também é constitutivo das organizações sociais e do nível macro das estruturas e ordens sociais. Além disso, seu inegável potencial crítico faz dele uma categoria chave para pensar e repensar criticamente nossas formas de vida social.

Formato: Brochura comum
Autor: Gennaro Iorio
Tradução: André Magnelli
Revisão técnica: Lucas Tavares Galindo Filho
Posfácio: Paulo Henrique Martins

Editora: Ateliê de Humanidades Editoria
Páginas: 337
Ano: 2021
ISBN: 978-65-86972-06-1 
Preço:75,50 (+ 12,00 frete)


É Professor e Diretor do Departamento de Estudos Políticos e Sociais da Universidade de Salerno, Itália, e membro-líder da rede de pesquisadores Social-One – Social Sciences in dialogue. Investiga o amor por uma perspectiva sociológica, em especial o amor em sua forma agápica. E-mail: iorio@unisa.it


Preço de pré-lançamento
(entrega a partir de 06 de outubro)


Deixe uma resposta

por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: