Fios do Tempo. Da presença invisível que flui sob as rochas do social: amor como experiência, crítica e excedência – por André Magnelli

O amor é uma presença quase invisível na história das ciências sociais. É claro que o amor tem sido objeto de pesquisas, especialmente em alguns livros importantes da segunda metade do século XX e início do XXI. Mas a sociologia tem lidado muito com questões de justiça, interesses e poder, com tudo o que diz... Continuar Lendo →

Sociologia do amor

Sem o amor não existiria a sociedade. Ao recuperar a clássica distinção grega entre “Éros”, “Filia” e “Ágape”, este livro faz muito mais do que propor um novo conceito sociológico, aliás, o primeiro grande valor deste livro excepcionalmente original. O ágape, entendido como ação e relação social, funda-se na gratuidade e na doação: é “excedência” que oferece sempre alguma coisa que supera o quanto a situação requer, é sempre alguma coisa “a mais”. O amor é uma forma de vínculo social presente não apenas na dimensão micro da ação, pois ele também é constitutivo das organizações sociais e do nível macro das estruturas e ordens sociais. Além disso, seu inegável potencial crítico faz dele uma categoria chave para pensar e repensar criticamente nossas formas de vida social.

Fios do Tempo/Conviviações. Mediações para o convivial

O movimento convivialista no Brasil realizou sua II Plenária hoje, às 10h, com o tópico de reflexão "como minhas ações se articulam com as ideias e práticas conviviais?". Como base de reflexão, a Central do convivialismo escreveu um pequeno texto sobre as "mediações para o convivial". Pensamos que estão propostas nele uma tipologia e algumas... Continuar Lendo →

Sociologia relacional

Sociologia relacional Frédéric Vandenberghe e François Dépelteau Apresentação Sendo o primeiro livro da Coleção Filosofia e Teoria Social do Ateliê de Humanidades Editorial, Sociologia relacional reúne alguns dos principais pesquisadores brasileiros no campo da teoria social em torno de uma reflexão coletiva acerca das contribuições teóricas e práticas de uma "virada relacional" no campo das... Continuar Lendo →

Evento. Mesa – O convivialismo e as políticas públicas: potencialidades e desafios

Nesta sexta-feira (03 de setembro), das 8:30 às 10:30h, teremos a mesa O convivialismo e as políticas públicas: potencialidades e desafios do IV Encontro Nacional de Ensino e Pesquisa do Campo de Públicas (ENEPCP) (realizado entre 01 e 03 de setembro), com coordenação de Genauto Carvalho de França Filho e a participação de Rosana Bullosa,... Continuar Lendo →

Conviviações. Entre lutos e memórias: práticas de cuidado na pandemia

Como parte das atividades do grupo de suporte e reflexão Cuidado Coletivo, vamos conversar sobre as práticas de cuidado constituídas em redes de apoio a enlutados e órfãos da pandemia. Será no próximo dia 02 de setembro, quinta-feira, às 20:00h, um Conviviações com o tema “Entre lutos e memórias: práticas de cuidado na pandemia”, tendo... Continuar Lendo →

O século do populismo: teoria, história, crítica

O século do populismo:história, teoria, crítica Pierre Rosanvallon Apresentação Pelos vários cantos do mundo, as democracias estão em crise e líderes populistas galgam o poder. Estarão as democracias se autodestruindo e se transformando em "democraturas"? Estaremos ingressando em uma era dos populismos? Para responder a essas questões, precisamos analisar os populismos contemporâneos. Para tanto, o... Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Cuidado coletivo: compartilhar a vida, reconstruir o conviver – Natasha Helsinger

Há algumas semanas, lançamos o projeto Cuidado Coletivo, que é uma iniciativa do movimento convivialista com apoio do Ateliê de Humanidades. O Cuidado Coletivo é composto por psicólogos e psicanalistas que oferecem atendimento virtual gratuito aos que sofrem perdas e dores decorrentes do impacto da Covid-19. Como membro do Cuidado Coletivo, Natasha Helsinger traz suas... Continuar Lendo →

Conviviações. Conviver e cuidar entre a vida e a morte – com Osmair Camargo e Fernando Neves

Para o lançamento do grupo de suporte e reflexão Cuidado Coletivo, faremos no próximo dia 19 de julho, segunda-feira, às 20:30h, um Conviviações com o tema “Conviver e cuidar entre a vida e a morte: diálogo na frente do combate”, tendo a participação de Osmair Camargo (sepultador e filósofo) e Fernando Neves (médico intensivista). Convidamos... Continuar Lendo →

Séminaire international. Résonances et convivialités – avec Hartmut Rosa and Alain Caillé

Définitivement, le monde est en chute libre. L'utopie du progrès est maintenant la dystopie de la régression. Certaines sociétés sont aujourd'hui en état de décomposition accélérée, tandis que d'autres se trouvent piégées dans des crises sans fin. Nous devons essayer de quitter la route qui nous conduit vers des abîmes toujours plus proches. Comment pouvons-nous... Continuar Lendo →

por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: