Podcast. O direito à saúde em face ao coronavírus: um diálogo latino-americano

O República de Ideias, na continuidade da série de debates sobre o coronavírus, publica um episódio que discute o artigo do economista colombiano Hernando Sáenz Acosta. Nele, o autor reflete sobre o direito à saúde e a proposta convivialista em face aos desafios oriundos da pandemia em curso, trazendo para tanto uma análise da experiência de privatização ocorrida na Colômbia desde os anos 1990.

Com isso, Hernando gera uma importante reflexão cruzada: aos colombianos (e outros que sofreram um processo de privatização de seus sistemas de saúde) , é dada a oportunidade de refletir sobre a natureza do processo de privatização; e aos brasileiros, é dada a possibilidade de refletir sobre o sistema público de saúde e dos direitos sociais, antevendo quais seriam as consequências de uma privatização avançada.

Para garantir esse reflexão cruzada, também convidamos a pesquisadora e mestra em saúde coletiva pela UFF, Amanda Rodrigues. Ela nos apresenta um pouco da história e princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro. Destaca os desafios e as ameaças presentes, permitindo identificar as diferenças e similitudes com o caso colombiano.  

Por fim, temos a participação de Emmanuel Rapizo, que apresenta um panorama da estrutura da área de saúde no México.A conversa é sobre o ensaio que publicamos no Fios do tempo. Convidamos a todos que o leiam também: https://ateliedehumanidades.com/2020/03/30/fios-do-tempo-o-direito-a-saude-em-face-ao-coronavirus-reflexoes-a-partir-da-experiencia-colombiana-por-hernando-saenz-acosta/.

Desejamos uma boa escuta!

Apresentadores: André Magnelli e Emmanuel Rapizo

Convidados: Hernando Sáenz Costa (Universidade Santo Tomás – Bogotá, Colômbia) Amanda Rodrigues (Fiocruz)

Edição: Henrique Rapizo

Vinheta de abertura: Bruno Albert

Tópicos:

1. Saúde como direito ou saúde como mercadoria;
2. A montagem do sistema colombiano de saúde: como funciona, quais problemas? (Hernando Sáenz)
3. O Sistema único de Saúde no Brasil: como funciona e é percebido (Amanda Rodrigues)
4. O sistema mexicano: o desafio atual de construção de um sistema público (Emmanuel Rapizo)
5. Quais são os processos de privação em curso? Como se dá a relação entre público e privado no Brasil?
6. Modelo hospitalar e modelo de atenção primária
7. Efeitos positivos da descentralização do SUS no Brasil
8. Os desafios contemporâneos em meio à pandemia
9. Perspectivas desejadas para o pós-pandemia na Colômbia, no México e no Brasil.


Hernando Sáenz Acosta é economista, professor da Faculdade de Sociologia da Universidade Santo Tomás, Bogotá, Colômbia. Livre-investigador parceiro do Ateliê de Humanidades, é economista e doutor em planejamento urbano e regional, dedicado aos estudos urbanos desde uma perspectiva convivialista.


Amanda Rodrigues é pós-graduada na Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) e atualmente trabalha no Hospital de campanha da FIOCRUZ.


Siga o Ateliê de Humanidades nas redes sociais!

Twitter: https://twitter.com/AtelieHuman
Instagram: https://www.instagram.com/ateliedehumanidades/
Facebook: https://www.facebook.com/ateliedehumanidades/
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCcS3jWlBCrLvtcWgmgDcn1w/featured


Escolha algum dos armazenadores de podcast abaixo.
É só clicar!


Fios do Tempo. Outros mundos sempre existentes – por Fábio Costa

Ontem, dia 29 de julho, tivemos o quarto encontro do Ciclo de Humanidades 2021, “Outros mundos sempre existiram: confluências afro-indígenas”, com a presença de Daiara Tukano, Givânia Maria e Fábio Costa. Na saída deste belo encontro, publicamos no Fios do Tempo o texto de Fábio Costa, que reflete sobre como as filosofias africanas, entendidas como… Continuar Lendo →

Live. Perspectivas paradoxais da vida contemporânea – com Philippe Joron

Apresentação O ser social está em busca de si mesmo numa confrontação perpétua com seu ambiente natural e cultural, a ponto de congestioná-lo com suas próprias descargas, imaginárias ou materiais. As crises tornam claro esse bloqueio de nós mesmos, cujas causas são inevitavelmente culturais e naturais. Estamos ligados pela distância, pelo que tende a nos… Continuar Lendo →

Ciclo de Humanidades 2021. Outros mundos sempre existiram: confluências afro-indígenas

Proposta Nem sempre precisamos parir utopias do zero e, tal como titãs, construir outros mundos possíveis. Afinal, outros mundos sempre existiram. Muitas vezes, inclusive, a vontade de transformar a realidade esteve associada à destruição de múltiplos saberes, práticas e seres vivos, humanos e não humanos… Em busca de uma confluência de distintas “heterotopias” (“lugares outros”… Continuar Lendo →

COLOQUIO SEMESTRAL – Secularizaciones: valores, tiempo, política y tecnología (postulaciones hasta el 4 de agosto, 2021)

Divulgamos a chamada do Colóquio Semestral “Secularizaciones: valores, tiempo, política y tecnología”, organizado pelo doutorado em “Processos e Instituições Políticas” da Escuela de Gobierno da Universidad Adolfo Ibáñez (UAI, Chile) e pelo doutorado em Ciências Sociais, também da UAI. O colóquio será organizado em 4 sessões, cada uma das quais dedicada à reflexão sobre um… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Bolsonaro, o Centrão e nós – por Luiz Werneck Vianna

Em sua nova contribuição, Luiz Werneck Vianna expõe os fracassos de Jair Bolsonaro, não apenas na condução do governo mas também na articulação política. Sua rendição ao assim chamado Centrão seria movimento defensivo, que denota suas fraquezas, e do mesmo modo deve-se compreender as ameaças de golpe militar. Diante desse cenário, Werneck Vianna sustenta a… Continuar Lendo →

#058 Podcast. Vila Morena (VI): Entre tempos descontínuos e milenares

Chegamos ao sexto episódio de nossa introdução ao debate de ideias em Portugal, com atividades em podcasts/vídeos do “Vila Morena: o debate de ideias em Portugal”, no República de Ideias. Ele consiste em exposições e debates com Marcos Lacerda, autor do livro A sociedade das tecnociências de mercadorias: introdução à obra de Hermínio Martins e também organizador (junto… Continuar Lendo →

Conviviações. Conviver e cuidar entre a vida e a morte – com Osmair Camargo e Fernando Neves

Para o lançamento do grupo de suporte e reflexão Cuidado Coletivo, faremos no próximo dia 19 de julho, segunda-feira, às 20:30h, um Conviviações com o tema “Conviver e cuidar entre a vida e a morte: diálogo na frente do combate”, tendo a participação de Osmair Camargo (sepultador e filósofo) e Fernando Neves (médico intensivista). Convidamos… Continuar Lendo →

Entrevista com Frédéric Worms. O que é a vida – com A. Magnelli e Caio Souto

Publicamos hoje a entrevista legendada em português do filósofo francês Frédéric Worms no primeiro encontro do Ciclo de Humanidades 2021, com o tema “O que é a vida?” (realizado pela BiblioMaison/Consulado da França & Ateliê de Humanidades). A entrevista foi feita no dia 27 de abril por André Magnelli e Caio Souto. Foram cinco questões,… Continuar Lendo →

Deixe uma resposta

por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: