Podcast. O direito à saúde em face ao coronavírus: um diálogo latino-americano

O República de Ideias, na continuidade da série de debates sobre o coronavírus, publica um episódio que discute o artigo do economista colombiano Hernando Sáenz Acosta. Nele, o autor reflete sobre o direito à saúde e a proposta convivialista em face aos desafios oriundos da pandemia em curso, trazendo para tanto uma análise da experiência de privatização ocorrida na Colômbia desde os anos 1990.

Com isso, Hernando gera uma importante reflexão cruzada: aos colombianos (e outros que sofreram um processo de privatização de seus sistemas de saúde) , é dada a oportunidade de refletir sobre a natureza do processo de privatização; e aos brasileiros, é dada a possibilidade de refletir sobre o sistema público de saúde e dos direitos sociais, antevendo quais seriam as consequências de uma privatização avançada.

Para garantir esse reflexão cruzada, também convidamos a pesquisadora e mestra em saúde coletiva pela UFF, Amanda Rodrigues. Ela nos apresenta um pouco da história e princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro. Destaca os desafios e as ameaças presentes, permitindo identificar as diferenças e similitudes com o caso colombiano.  

Por fim, temos a participação de Emmanuel Rapizo, que apresenta um panorama da estrutura da área de saúde no México.A conversa é sobre o ensaio que publicamos no Fios do tempo. Convidamos a todos que o leiam também: https://ateliedehumanidades.com/2020/03/30/fios-do-tempo-o-direito-a-saude-em-face-ao-coronavirus-reflexoes-a-partir-da-experiencia-colombiana-por-hernando-saenz-acosta/.

Desejamos uma boa escuta!

Apresentadores: André Magnelli e Emmanuel Rapizo

Convidados: Hernando Sáenz Costa (Universidade Santo Tomás – Bogotá, Colômbia) Amanda Rodrigues (Fiocruz)

Edição: Henrique Rapizo

Vinheta de abertura: Bruno Albert

Tópicos:

1. Saúde como direito ou saúde como mercadoria;
2. A montagem do sistema colombiano de saúde: como funciona, quais problemas? (Hernando Sáenz)
3. O Sistema único de Saúde no Brasil: como funciona e é percebido (Amanda Rodrigues)
4. O sistema mexicano: o desafio atual de construção de um sistema público (Emmanuel Rapizo)
5. Quais são os processos de privação em curso? Como se dá a relação entre público e privado no Brasil?
6. Modelo hospitalar e modelo de atenção primária
7. Efeitos positivos da descentralização do SUS no Brasil
8. Os desafios contemporâneos em meio à pandemia
9. Perspectivas desejadas para o pós-pandemia na Colômbia, no México e no Brasil.


Hernando Sáenz Acosta é economista, professor da Faculdade de Sociologia da Universidade Santo Tomás, Bogotá, Colômbia. Livre-investigador parceiro do Ateliê de Humanidades, é economista e doutor em planejamento urbano e regional, dedicado aos estudos urbanos desde uma perspectiva convivialista.


Amanda Rodrigues é pós-graduada na Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) e atualmente trabalha no Hospital de campanha da FIOCRUZ.


Siga o Ateliê de Humanidades nas redes sociais!

Twitter: https://twitter.com/AtelieHuman
Instagram: https://www.instagram.com/ateliedehumanidades/
Facebook: https://www.facebook.com/ateliedehumanidades/
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCcS3jWlBCrLvtcWgmgDcn1w/featured


Escolha algum dos armazenadores de podcast abaixo.
É só clicar!


Pontos de Leitura. O Teatro Grego – por Rita Codá

Publicamos hoje no Pontos de Leitura um ensaio da professora Rita Codá sobre o teatro grego. Neste ensaio, Rita, especialista em grego e em Grécia clássica, apresenta-nos a história do teatro e nos introduz a seus principais poetas: na comédia, Aristófanes; na tragédia, Ésquilo, Sófocles e Eurípides. Este pequeno texto nos serve de preparativo e… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. O imprevisto, o Centrão e a política – por Luiz Werneck Vianna

Em novo artigo ao Fios do tempo, Luiz Werneck Vianna debate o protagonismo que o parlamento e os tribunais têm exercido como contrapeso aos impulsos do governo para o autoritarismo e o neoliberalismo. Werneck sugere compreendê-los à luz da longa história da centralidade que as instituições do Estado nacional desempenharam na modernização brasileira e que… Continuar Lendo →

Participação no IV ISA FORUM SOCIOLOGY. Session: Metamorphoses of Sociology: What Can We Expect of It and Do about It?

Entre 23 e 27 de fevereiro ocorrerá o IV Fórum da International Sociological Association (ISA) com o tema Challenges of the 21st Century: Democracy, Environment, Inequalities, Intersectionality. Como parte das atividades do Research Committee on Conceptual and Terminological Analysis (RC35), que é coordenado por David Strecker (University of Frankfurt) e Arthur Bueno (University of Frankfurt),… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. As faces do cuidado entre éticas, práticas e fluxos globais – por Lucas Faial Soneghet

As práticas de cuidado são fundamentais para a produção e reprodução da vida humana e não humana; e a ética do cuidado é uma demanda urgente diante das crises de nosso tempo. É por isso que, como preparativo para o curso livre virtual “Teorias do cuidado: uma introdução”, trazemos hoje, no Fios do Tempo, um… Continuar Lendo →

Curso Livre Virtual. Entre Deuses e Humanos: diálogos mito- e teopoéticos – com Lindoberg Campos & André Magnelli

Apresentação Ao longo da história, houve distintas formulações de respostas às interrogações humanas mais fundamentais. Como nasce o mundo tal como o conhecemos? Como se estrutura a realidade? Como se configura o espaço e como transcorre o tempo? Qual é a ordem de todas as coisas? Quais são as fontes de poder, lei, saber e… Continuar Lendo →

Curso Livre. A criação do mundo na Bíblia, com Thiago Pacheco

Apresentação O curso terá o objetivo de apresentar, analisar e interpretar as distintas versões da Criação do Mundo na Bíblia, mostrando quais são os aspectos teológicos, sociais e políticos que lhes são subjacentes. Serão investigadas as formas pelas quais a sociedade dos antigos israelitas se apresenta nas narrativas de Criação do Mundo. Em igual medida,… Continuar Lendo →

Webinar. Trajetória e propostas do convivialismo (CDS-UNB)

As Conviviações desta semana serão sobre a trajetória e as propostas do convivialismo, organizada pelo Centro de Desenvolvimento Sustentável (CDS-UNB), com a mediação de Elimar Pinheiro do Nascimento e a presença como debatedores de Michele Guerreiro e Frédéric Vandenberghe. Para conhecer mais sobre o convivialismo, acesso o site ateliedehumanidades/convivialismo. Para baixar o e-book ou comprar… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Bolsonaro está mais forte. E as oposições? – por Felipe Maia

Nesta segunda-feira, o Fios do Tempo traz duas análises da conjuntura política brasileira após as eleições no Congresso Nacional. Neste primeiro texto, Felipe Maia faz sua análise das novas correlações de força entre Executivo, Legislativo e Judiciário, com objetivo não apenas de identificar as razões pelas quais o governo está ainda mais forte, como também… Continuar Lendo →

Deixe uma resposta

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: