Podcast. Os nós do bolsonarismo: uma conversa sobre laços, embaraços e confusões do novíssimo fascismo tabajara

O República de ideias publica hoje, na forma de podcast e vídeo, uma conversa sobre nosso fascismo tabajara ou cesarismo tropical. Felipe Maia (UFJF), Emmanuel Rapizo e André Magnelli conversam sobre a conjuntura política contemporânea e os possíveis desdobramentos do governo Bolsonaro, analisando os “nós” do bolsonarismo compostos pelos laços, embaraços e confusões entre Bolsonaro, os militares, o empresariado, os cidadãos e as instituições políticas.

Isso é feito dialogando com dois textos publicados no Fios do tempo: “A resistência ao fascismo tabajara“, de Luiz Werneck Vianna, e “Crise e ameaça cesarista“, de Felipe Maia.

Desejamos uma excelente escuta!

Tópicos

– A contribuição de L. Werneck Vianna para a compreensão do Bolsonarismo: o fascismo tabajara como forma de novo liberalismo;
– Reflexões sobre quem são os grupos empresariais que apoiam Bolsonaro; seus interesses e representações;
– Como o conceito de cesarismo permite entender a concepção de representação do presidente e seus seguidores?
– Comparações com o contexto mexicano;
– Os militares e o governo: tentando desatar nós e desvendar certos enigmas;
– O bolsonarismo: como nasceu do judiciarismo e se voltou contra o judiciário?
– Será possível projetar cenários do que ocorrerá com o governo?


Equipe

Apresentadores: André Magnelli e Emmanuel Rapizo
Convidado: Felipe Maia (UFJF)

Produção e edição audiovisual: Henrique Rapizo
Vinheta de abertura: Bruno Albert
Direção de produção: Emmanuel Rapizo
Direção geral e concepção editorial: André Magnelli


Escolha algum dos armazenadores de podcast abaixo.
É só clicar!


Apoie o Ateliê de Humanidades

Assim você colabora para a manutenção e o crescimento de uma instituição de livre estudo e pesquisa que tem por missão renovar as humanidades pelo artesanato intelectual, mediar encontros entre intelectuais, líderes, organizações e cidadãos e promover o debate público esclarecido e a cultura democrática.



Conviviações. Por tecnologias convivialistas – com Ká Menezes e Leonardo Foletto

Num mundo em que a tecnologia é vista como uma grande caixa-preta, indecifrável e perigosa, com grandes plataformas que monitoram e processam nossos dados pessoais sem sabermos bem como ou para quê, como pensar em tecnologias convivialistas? Que outra forma de pensar e produzir a tecnologia pode nos fazer vislumbrar parcerias, colaborações, troca de conhecimento… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. A vitória de Pirro de Hans Küng? – por Carlos Eduardo Sell

Na última semana nos despedimos de três gigantes do pensamento: o antropólogo americano Marshall Sahlins, o crítico literário brasileiro Alfredo Bosi e o teólogo suíço Hans Küng. No contexto da morte de Küng, um dos principais representantes da teologia crítica e progressista, Carlos Eduardo Sell faz uma reflexão sobre as possíveis consequências de sua obra… Continuar Lendo →

Entrevista com Jean-Yves Camus. Entre populismo e extrema-direita: rumo à radicalização do mundo?

No contexto político contemporâneo, torna-se evidente a necessidade de entendermos a natureza e a ascensão dos movimentos de extrema direita. Foi por isso que realizamos, no Ciclo de Humanidades 2020, um encontro em agosto com o tema “Em busca do conservadorismo perdido?“. Como parte do encontro, André Magnelli fez uma entrevista com o cientista político… Continuar Lendo →

Webinar. Lançamento do livro “Sociologia geral”, de Pierre Bourdieu (Vozes, 2021)

Na próxima terça-feira (06 de abril), às 19h, faremos em parceria com a editora Vozes o lançamento do livro “Sociologia geral, (volume 1)”, de Pierre Bourdieu. Será uma mesa-redonda com a presença de Frédéric Vandenberghe, Maria Eduarda da Mota Rocha (UFPE), Thiago Panica (UFPB) e Adalberto Cardoso (IESP-UERJ). Faremos sorteio de livros entre os participantes…. Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Por que continuar a ler Carl Schmitt? Um diálogo com Daniel Chernilo

Na semana passada publicamos o artigo “Carl Schmitt entre nós: algumas considerações“, onde o sociólogo e filósofo chileno Daniel Chernilo propõe uma reflexão crítica sobre a retomada de Carl Schmitt com uma indagação: “o que significa ler Carl Schmitt politicamente?”. Trazemos agora uma primeira resposta à interpelação. Neste texto, o filósofo Fábio Costa faz algumas… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Por uma CPI da política insanitária do governo – por Felipe Maia

Alguns acontecimentos recentes parecem indicar certa perda de base social do governo Bolsonaro entre os grupos econômicos e as classes médias e altas. Seria o caso de voltar a apostar em impeachment? Questão difícil, pois, como analisa Felipe Maia, temos a dificuldade de sincronizar os distintos tempos: o tempo mais lento do impeachment e o… Continuar Lendo →

Curso livre. Como fazer política nas cidades? Gênero, território e participação – Rita Gonçalo

Apresentação O curso subsidiará uma reflexão crítica acerca das formas de produção da cidade para pensar e propor a incorporação do gênero, entre outros marcadores sociais da diferença, como categoria de análise do território e base para a atividade política. As discussões procurarão estimular mulheres e homens à observação sobre os modos de uso, ocupação… Continuar Lendo →

Curso Livre. Deus – com professor Thiago Pacheco

Apresentação Crentes ou ateus, monoteístas ou politeístas, não há quem nunca tenha ouvido falar de Deus no sentido que o mundo ocidental invoca. Contudo, mesmo considerando-O apenas uma ideia, sabemos quem é Ele? O que sabemos acerca d’Ele? O que se pode, se é que se pode, atribuir a Ele? É o que propomos investigar… Continuar Lendo →

Deixe uma resposta

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: