Podcast. Os nós do bolsonarismo: uma conversa sobre laços, embaraços e confusões do novíssimo fascismo tabajara

O República de ideias publica hoje, na forma de podcast e vídeo, uma conversa sobre nosso fascismo tabajara ou cesarismo tropical. Felipe Maia (UFJF), Emmanuel Rapizo e André Magnelli conversam sobre a conjuntura política contemporânea e os possíveis desdobramentos do governo Bolsonaro, analisando os “nós” do bolsonarismo compostos pelos laços, embaraços e confusões entre Bolsonaro, os militares, o empresariado, os cidadãos e as instituições políticas.

Isso é feito dialogando com dois textos publicados no Fios do tempo: “A resistência ao fascismo tabajara“, de Luiz Werneck Vianna, e “Crise e ameaça cesarista“, de Felipe Maia.

Desejamos uma excelente escuta!

Tópicos

– A contribuição de L. Werneck Vianna para a compreensão do Bolsonarismo: o fascismo tabajara como forma de novo liberalismo;
– Reflexões sobre quem são os grupos empresariais que apoiam Bolsonaro; seus interesses e representações;
– Como o conceito de cesarismo permite entender a concepção de representação do presidente e seus seguidores?
– Comparações com o contexto mexicano;
– Os militares e o governo: tentando desatar nós e desvendar certos enigmas;
– O bolsonarismo: como nasceu do judiciarismo e se voltou contra o judiciário?
– Será possível projetar cenários do que ocorrerá com o governo?


Equipe

Apresentadores: André Magnelli e Emmanuel Rapizo
Convidado: Felipe Maia (UFJF)

Produção e edição audiovisual: Henrique Rapizo
Vinheta de abertura: Bruno Albert
Direção de produção: Emmanuel Rapizo
Direção geral e concepção editorial: André Magnelli


Escolha algum dos armazenadores de podcast abaixo.
É só clicar!


Apoie o Ateliê de Humanidades

Assim você colabora para a manutenção e o crescimento de uma instituição de livre estudo e pesquisa que tem por missão renovar as humanidades pelo artesanato intelectual, mediar encontros entre intelectuais, líderes, organizações e cidadãos e promover o debate público esclarecido e a cultura democrática.



Lançamento do Segundo Manifesto Convivialista

Na próxima quarta-feira, 25 de novembro, às 11h da manhã (Brasília), teremos o lançamento do “Segundo Manifesto Convivialista: por um mundo pós-neoliberal“, publicado pelo Ateliê de Humanidades Editorial. Sendo fruto da colaboração entre as redes conviviais internacional e brasileira, após ter sido publicado na França com quase 300 assinaturas, o Manifesto vem a público agora… Continuar Lendo →

Livro. Segundo Manifesto Convivialista (lançamento do e-Book / pré-lançamento do livro)

Segundo Manifesto Convivialista:por um mundo pós-neoliberal Internacional Convivialista (lançamento do e-Book / pré-lançamento do livro) Apresentação Nada é mais urgente que elaborar um pensamento e uma inteligibilidade do mundo alternativos àqueles que o neoliberalismo soube impor a todo o planeta. Nós precisamos de uma filosofia política, e essa não pode consistir em um simples retorno… Continuar Lendo →

Ciclo de Humanidades. Bem vindos à humanidade digital?

Chegamos ao último encontro do Ciclo de Humanidades 2020! Ele ocorrrá na próxima quinta-feira, 26 de novembro, com o tema “Bem-vindos à humanidades digital?”. Nos vemos lá! Apresentação Questão As sociedades humanas se encontram em meio a um devir digital. Quais são suas consequências sobre a cultura, a educação e o debate público? Deveremos dar… Continuar Lendo →

Fios do tempo. O que pode o Apocalipse? – por André Magnelli

Hoje, quando começa nosso curso sobre Diante de Gaia de Bruno Latour, publicamos um pequeno escrito meu que propõe uma interpretação estética e teológico-política da experiência modernista de tempo e história, com suas desastrosas consequências ecológicas e políticas. Por que somos tão insensíveis às catástrofes em curso? Como podemos responder a elas? Proponho aqui, com… Continuar Lendo →

Lançamento da Revista REALIS na Universitá degli studi di Salerno, Itália

Em 16 de novembro (próxima segunda-feira), às 11 horas de Brasília (15h de Roma), será realizado o lançamento do dossiê “A pandemia em um mundo complexo e global: pós-colonialidade e solidariedade em perspectivas”, do número 2020.1 da Revista de Estudos Antiutilitaristas e Pos-Coloniais (REALIS), realizado pela Universitá degli studi di Salerno, Dipartimento di Studi Politici… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. A política de invisibilidade do Governo Bolsonaro – por Nelson Lellis

Como controlar sua imagem pública diante de um cenário de riscos fora do controle e um cenário de grave crise? Uma das formas de fazer isso é com uma política de invisibilidade. É isso que propõe o artigo de Nelson Lellis a partir de uma oportuna leitura do último livro do sociólogo do risco Ulrich… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Dar/receber/dar: um ciclo sagrado – por Diana IriArte

Tenho a alegria de trazer hoje outro artigo de outro intelectual colombiano, a psicóloga e escritora colombiana, Diana Patrícia IriArte. Para tocar as virtudes, é preciso fazê-lo com simplicidade e sensibilidade. Isto é o que Diana faz aqui, analisando cuidadosamente o ciclo de dar (de dar/receber/retribuir) em sua relação com a ética do cuidado e… Continuar Lendo →

Dar/recibir/dar: un bucle sagrado – por Diana Patricia IriArte

Tengo la gran alegría de traer hoy otro artículo de otro intelectual colombiano, la psicóloga y escritora Diana Patrícia IriArte. Para tocar las virtudes, hay que hacerlo con sencillez y sensibilidad. Esto es lo que hace Diana aquí, analizando cuidadosamente el ciclo de dar (de dar/recibir/dar) en su relación con la ética del cuidado y… Continuar Lendo →

Deixe uma resposta

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: