Podcast. Os nós do bolsonarismo: uma conversa sobre laços, embaraços e confusões do novíssimo fascismo tabajara

O República de ideias publica hoje, na forma de podcast e vídeo, uma conversa sobre nosso fascismo tabajara ou cesarismo tropical. Felipe Maia (UFJF), Emmanuel Rapizo e André Magnelli conversam sobre a conjuntura política contemporânea e os possíveis desdobramentos do governo Bolsonaro, analisando os “nós” do bolsonarismo compostos pelos laços, embaraços e confusões entre Bolsonaro, os militares, o empresariado, os cidadãos e as instituições políticas.

Isso é feito dialogando com dois textos publicados no Fios do tempo: “A resistência ao fascismo tabajara“, de Luiz Werneck Vianna, e “Crise e ameaça cesarista“, de Felipe Maia.

Desejamos uma excelente escuta!

Tópicos

– A contribuição de L. Werneck Vianna para a compreensão do Bolsonarismo: o fascismo tabajara como forma de novo liberalismo;
– Reflexões sobre quem são os grupos empresariais que apoiam Bolsonaro; seus interesses e representações;
– Como o conceito de cesarismo permite entender a concepção de representação do presidente e seus seguidores?
– Comparações com o contexto mexicano;
– Os militares e o governo: tentando desatar nós e desvendar certos enigmas;
– O bolsonarismo: como nasceu do judiciarismo e se voltou contra o judiciário?
– Será possível projetar cenários do que ocorrerá com o governo?


Equipe

Apresentadores: André Magnelli e Emmanuel Rapizo
Convidado: Felipe Maia (UFJF)

Produção e edição audiovisual: Henrique Rapizo
Vinheta de abertura: Bruno Albert
Direção de produção: Emmanuel Rapizo
Direção geral e concepção editorial: André Magnelli


Escolha algum dos armazenadores de podcast abaixo.
É só clicar!


Apoie o Ateliê de Humanidades

Assim você colabora para a manutenção e o crescimento de uma instituição de livre estudo e pesquisa que tem por missão renovar as humanidades pelo artesanato intelectual, mediar encontros entre intelectuais, líderes, organizações e cidadãos e promover o debate público esclarecido e a cultura democrática.



Webinar. Lançamento do livro “Sociologia geral, volume 2”, de Pierre Bourdieu (Vozes, 2021)

Depois do sucesso de nosso lançamento do primeiro volume do Sociologia Geral, de Pierre Bourdieu, damos continuidade na recepção da obra de Bourdieu, em parceria com a editora Vozes, com o lançamento no próximo dia 04 de novembro (quinta-feira), do volume 2 de “Sociologia geral (volume 2)”. Será uma mesa-redonda com o tradutor Fábio Ribeiro… Continuar Lendo →

Conversa Virtual. Byung-Chul Han: um crítico para nosso tempo, com lançamento de livros do autor

Graças ao trabalho da editora Vozes, o filósofo coreano Byung-Chul Han se tornou um autor bem conhecido entre nós, com quase toda sua obra publicada em português. Com um estilo ensaístico bem marcante, caracterizado por pequenos livros de análises críticas, Han está em constante diálogo com a tradição filosófica e com o que acontece em… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Técnica e Humanidade: algumas ideias partindo de Romano Guardini – por Andrea Galluzzi e Licia Paglione

O que o pensamento católico tem a nos dizer sobre nossa sociedade cada vez mais integrada pelos sistemas técnicos? O que cientistas sociais italianos estão a produzir a respeito? No texto que publicamos hoje, os italianos Andrea Galluzzi e Licia Paglione, ambos pesquisadores do Istituto Universitario Sophia, Florença, fazem uma reflexão sobre a relação entre… Continuar Lendo →

Curso livre virtual. Edgar Morin: uma introdução – por André Magnelli

Apresentação do curso A melhor forma de homenagear um pensador é lê-lo com atenção e estudá-lo com cuidado. Infelizmente, alguns autores são muito celebrados, mas não geram um acúmulo equivalente de estudos sobre seu pensamento. Este é o caso do filósofo e sociólogo francês Edgar Morin. Ele alcançou, como poucos, um reconhecimento internacional e sucesso… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Um modelo para uma nova história da literatura brasileira – por Luís Augusto Fischer

No contexto do lançamento de “Duas formações, uma história: das ideias fora do lugar ao perspectivismo ameríndio”, que faremos nesta quinta-feira, 14 de outubro, às 19h, publicamos um texto de Luís Augusto Fischer (retirado do livro), onde o autor apresenta sua proposta de modelo para uma nova história da literatura brasileira. Desejo-lhes uma excelente leitura…. Continuar Lendo →

LANÇAMENTO – Uma nova história da literatura, um outro olhar sobre o Brasil: lançamento de “Duas formações, uma história – das ideias fora do lugar ao perspectivismo ameríndio”

Apresentação Depois de “Em busca de um país: reencontro com Celso Furtado” e “Nos rastros do ficcional: uma conversa sobre o ‘Chão da Mente’, de Luiz Costa Lima”, avançamos em nossas conversas sobre o Brasil, feitas entre a história, a literatura e o ficcional, com o lançamento do livro “Duas formações, uma história: das ideias… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. “Nós nem cremos…” – por Lindoberg Campos

Liberdade! Liberdade!Abre as asas sobre nósDas lutas na tempestadeDá que ouçamos tua voz Nós nem cremos que escravos outroraTenha havido em tão nobre PaísHoje o rubro lampejo da auroraAcha irmãos, não tiranos hostis Tendo por mote estes célebres versos do Hino da Proclamação da República, Lindoberg Campos traz hoje um artigo que reflete sobre as… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Da presença invisível que flui sob as rochas do social: amor como experiência, crítica e excedência – por André Magnelli

O amor é uma presença quase invisível na história das ciências sociais. É claro que o amor tem sido objeto de pesquisas, especialmente em alguns livros importantes da segunda metade do século XX e início do XXI. Mas a sociologia tem lidado muito com questões de justiça, interesses e poder, com tudo o que diz… Continuar Lendo →

Deixe uma resposta

por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: