Pontos de Leitura. Max Weber: quem foi e quais são os 5 autores e livros essenciais para entendê-lo hoje? – por Carlos Eduardo Sell

Max Weber, quem foi? (1864-1920) Jurista de formação, economista por profissão, sociólogo por confissão, Max Weber é um clássico indiscutível em todas as áreas da humanidades. Nascido em Erfurt, em 1864, fez seus estudos superiores na área do direito em Heidelberg (1882-1883), Berlim (1884-1886) e Göttingen (1884-1886), instituição na qual recebeu os títulos de doutorado... Continuar Lendo →

Pontos de Leitura. A riqueza interior, por Herman Hesse

Neste final de semana pré-pascoal, revisitamos dois Pontos de Leitura do Ateliê de Humanidades, retirados do livro A arte dos ociosos, do escritor e pintor alemão Herman Hesse. “Fome de amor e alegria” (1907) e “A riqueza Interior” (1915). Eles são uma preciosa leitura em tempos de confinamento! Publicamos agora "A riqueza interior" e convidamos que... Continuar Lendo →

Pontos de leitura. Fome de amor e alegria – por Herman Hesse

Neste final de semana pré-pascoal, revisitamos dois Pontos de Leitura do Ateliê de Humanidades, retirados do livro A arte dos ociosos, do escritor e pintor alemão Herman Hesse. "Fome de amor e alegria" (1907) e "Riqueza Interior" (1915). Eles são uma preciosa leitura em tempos de confinamento! Ambos estão em áudio leitura e, também, em... Continuar Lendo →

Pontos de leitura. Amar o humano, amar a Terra

Publicamos hoje o vídeo de leitura e comentário por André Magnelli do Pontos de leitura "Amar humano, amar a Terra", de Michel Serres. Gravado no dia 17 de março de 2020, este vídeo não se propõe a ser uma interpretação da pandemia de coronavírus, mas a tangencia fazendo uma "leitura pandêmica"do que acontece conosco, ou... Continuar Lendo →

Pontos de leitura. O silenciamento pelo medo – Por Z. Bauman

"(…) Como toda as outras formas de coabitação humana, nossa sociedade liquido-moderna é um dispositivo que tenta tornar a vida com medo uma coisa tolerável. Em outras palavras, um dispositivo destinado a reprimir o horror ao perigo, potencialmente conciliatório e incapacitante; a silenciar os medos derivados de perigos que não podem – ou não devem,... Continuar Lendo →

Pontos de leitura. Quando o hiperindividualismo leva ao autoritarismo

Publicamos hoje um Pontos de leitura que reflete sobre a dialética do hiperindividualismo contemporâneo. Neste Pontos de Leitura, que é o primeiro acompanhado de um vídeo de leitura e reflexão, André Magnelli selecionou um texto para refletir sobre as tendências atuais do utilitarismo e do "autenticismo" recairem em visões autoritárias de mundo. Este Pontos de Leitura teve como mote o recente vídeo do ex-secretário nacional de cultura Roberto Alvim. A partir deste fato, refletimos sobre os ideias de autonomia do mundo moderno e passeamos um pouco pelos séculos XVIII ao XXI. Desejamos um excelente achado!

Pontos de Leitura. Sobre o trabalho que faz um gênio, por Nietzsche

[...] a atividade do gênio não parece de modo algum distinta da atividade do inventor mecânico, do sábio em astronomia ou história, do mestre na tática militar. Todas essas atividades se esclarecem quando imaginamos indivíduos cujo pensamento atua numa só direção, que tudo utilizam como matéria prima, que observam com zelo a sua vida interior... Continuar Lendo →

Pontos de leitura. Para que uma ciência bela responda pelas crianças – por Michel Serres

A partir de uma certa altura de sua história, a ciência deve responder por sua face, pela beleza que apresenta e produz. Desinteresso-me do saber que adquiriu a forma atual porque enfeia homens e coisas, porque ele envelhece mal e fracassou na formação de nossos filhos. Mostra feiúra e morte, a máscara contorcida da tragédia.... Continuar Lendo →

Pontos de Leitura. E a Terra se comove! – por Michel Serres

[...] desde esta manhã, a Terra treme novamente: não porque ela se move em sua órbita inquieta e discreta, não porque ela muda, desde as suas placas profundas até seu envoltório aéreo, mas porque ela se transforma por nossa ação. [...] Nós preocupamos a Terra e a fazemos tremer! Novamente, ela tem um sujeito. [...]... Continuar Lendo →

Pontos de leitura. Temperança e autodomínio: exercícios de virtude e prazer – por Sócrates (com comentário de Graça Rocha)

além de expor-se muito menos aos sofrimentos, ele acreditava experimentar [com a temperança] tanto prazer em satisfazer-se como os que compram o gozo ao preço de mil tormentos A narrativa abaixo de Xenofonte sobre Sócrates pode nos levar a reconhecer como se chega a uma vida mais equilibrada e, possivelmente, de maior temperança e menor... Continuar Lendo →

por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: