Ciclo de Humanidades. Em busca do conservadorismo perdido?

Apresentação

Nos últimos anos, muito se fala sobre a ascensão de uma “onda conservadora”. Ela está presente não apenas na conquista de governos através de eleições, mas também nas mentalidades de pessoas com os mais diversos perfis de classe, gênero, raça, profissão, religião etc. Como podemos compreender este cenário em movimento?

Infelizmente, nossa compreensão do que acontece fica muito ofuscada pela luta cultural que nos consome. Para muitos “progressistas”, é comum estereotipar formas de vida conservadoras com rótulos de autoritarismo e fascismo; para muitos “conservadores”, é comum definirem a si mesmos mais pela luta radicalizada contra inimigos do que pelo vínculo a uma autêntica tradição. É por essa razão que, na próxima quinta-feira, 27-08, às 19h, realizamos o quinto encontro do Ciclo de Humanidades com a provocativa pergunta: será que se está “em busca do conservadorismo perdido?”. A questão tem ao menos três sentidos. Em primeiro lugar, o de que, por várias razões sobre as quais refletiremos, muitas pessoas estão hoje em busca da “conservação de valores” ou do que entendem ser “valores conservadores”. Em segundo lugar, o de que o conservadorismo parece “estar perdido” em meio à confusão de mentalidades sectárias, com a ascensão de uma extrema direita que o destrói falando em seu nome. E, em terceiro lugar, o de que é preciso transpor as sombras das fragmentações identitárias em busca de um conhecimento histórico do conservadorismo (e das demais tradições de pensamento social e político), de forma a restaurar um debate efetivamente civilizado, livre e plural.

Participarão da mesa redonda Paulo Henrique Cassimiro (IESP-UERJ/USP) e Fernando Coscioni (USP); e teremos como entrevistado o cientista político, especializado em movimentos contemporâneos de direita e extrema-direita, Jean-Yves Camus, pesquisador associado do Institut de Relations Internationales et Stratégiques (IRIS) e membro da Fondation Jean Jaurès. Buscaremos realizar juntos dois objetivos: o de esclarecer o que é conservadorismo, rompendo com preconceitos e distorções para tratar de um complexa tradição (francesa, inglesa, brasileira etc.); e o de compreender a ascensão dos novos movimentos de direita no mundo e no Brasil, analisando as relações e diferenças entre os conservadorismos e a extrema direita.

Local: 
Aplicativo Zoom
sala disponível para inscritos que queiram interagir com palestrantes. Inscrição obrigatória. Onde se inscrever? Neste formulário: https://forms.gle/uLRQmELKBWnNpXzG8

Streaming no youtube
Para todos no canal do Bureau du livre de l’Ambassade de France au Brésil:

Data: 
27 de agosto (quinta-feira)

Horário:
das 19 – 21h

Certificado:
Será disponibilizado Certificado, pelo Ateliê de Humanidades/BiblioMaison, para participação neste evento. Caso haja participação de no mínimo 75% dos dias, será dado o certificado de participação no Ciclo de Humanidades como um todo.





Ciclo de Humanidades 2020

O Ciclo de Humanidades: ideias e debates em filosofia e ciências sociais é um espaço de reflexão, exposição e conversa sobre ideias, autores e temas clássicos e contemporâneos. Ele é concebido e organizado pelo Ateliê de Humanidades, juntamente com a BiblioMaison/Consulado da França e com o Instituto Goethe/Consulado da Alemanha, tendo uma periodicidade (mínima) mensal, realizando-se habitualmente na última quinta-feira de cada mês ao longo de todo o ano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: