Ciclo de Humanidades. Na máquina do tempo: como viver em uma sociedade em (des)aceleração?

No próximo dia 28 de novembro, das 18:30h às 20:30h, em parceria com a BiblioMaison / Consulado da França, o Goethe Institut / Consulado da Alemanha e a Editora UNESP, o Ateliê de Humanidades realizará o décimo e último encontro de 2019 do Ciclo de Humanidades: ideias e debates em filosofia e ciências sociais.

Nele, nós discutiremos o tema da aceleração do tempo nas nossas sociedades, pensando os efeitos que as transformações nas estruturas temporais do nosso mundo têm tido sobre a sociedade, a cultura, a política, a ecologia e o psiquismo. Para tanto, com a participação (presencial e virtual) de Alyne Costa (CBAE – UFRJ), Bruna Bataglia (PUC-RJ) e André Magnelli (Ateliê de Humanidades), dialogaremos com referências sobre o tema tanto no pensamento francês, tais como Paul Virilio e Isabelle Stengers, como também no alemão, em especial o de Hartmut Rosa, cuja obra Aceleração social: a transformação das estruturas temporais na modernidade foi lançada recentemente pela Editora UNESP.

Questionando-nos inicialmente sobre como viver em uma sociedade em (des)aceleração, nós refletiremos sobre as consequências humanas do regime de temporalidade em que vivemos, marcada pela aceleração e pelo “tempo da urgência”. E buscaremos pensar também as alternativas possíveis ao encurralamento em um “paralisia frenética”, lançando mão de conceitos como o de “ressonância” (Rosa), de ralentissement do pensamento (Stengers) e o de dom (Alain Caillé e Mouvement anti-utilitariste en sciences sociales – M.A.U.S.S.).

Informações:

Local: 
Espaço da Bibliomaison/Médiathèque da Maison de France
Av. Presidente Antonio Carlos 58, Centro, RJ, 11º andar.

Data: 
28 de novembro

Evento gratuito

Horário: 
das 18:30 às 20:30h
(ATENÇÃO: excepcionalmente, começaremos o Ciclo às 18:30h, 30 minutos antes do habitual)

Certificado:

Certificamos a presença na conferência e também no Ciclo (presença de 75%)

Mesa-redonda

As consequências de uma vida sob o tempo da urgência 
Bruna Bataglia

Os tempos e as histórias de Gaia: desacelerando o Antropoceno
Alyne Costa

Paralisias frenéticas ou ressonâncias vibrantes? Breve diálogo com Hartmut Rosa
André Magnelli

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: