Pontos de Leitura. O imperceptível prazer da serenidade: ou como resistir à agitação negativa, por Michel de Montaigne

“A gente de hoje está tão afeiçoada à agitação e à ostentação, que a bondade, a moderação, a cordura, a constância e outras serenas qualidades não lhe apetecem. Os corpos ásperos impressionam o tato; os lisos deixam-se manusear sem que os percebamos. Sente-se a doença; não a saúde, ou muito pouco, como não sentimos o que nos agrada e sim o que nos oprime”. 

Ensaios, livro III, cap. X, Do domínio da própria vontade (~1580) –
Michel de Montaigne

Achado de André Magnelli

Os comentários estão encerrados.

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: