Projeto – Intersubjetividade, Reconhecimento, Dom: fundamentos de economia moral e práticas solidárias

Livre-Pesquisadoras

Maria das Graças & Eliane Soares

Tutoria

André Magnelli

Resumo

O presente projeto de estudo e pesquisa busca fundamentos filosóficos, sociológicos e antropológicos para uma economia moral e uma prática solidária. Ela é feita em um esforço de articular teoricamente a teoria do reconhecimento com a teoria do dom, a fim de, em seguida, investigar como que as práticas econômicas alternativas – como a economia civil, a economia solidária, etc. – se fundamentam ética e politicamente em uma concepção universal de humano e do social correspondente a tais paradigmas teóricos. Tendo isso em vista, trabalhamos com os seguintes objetivos:

(1) estudar a questão do reconhecimento de um ponto de vista filosófico, fazendo dialogar a teoria da luta por reconhecimento de Axel Honneth com aquela de Paul Ricoeur, buscando, com isso, em primeiro lugar, apreender o papel da afetividade e dos sentimentos na construção da intersubjetividade, e, em segundo lugar, verificar como tal questão moral se articula com o econômico por meio da teoria das capacidades e seu correspondente econômico-moral, o mutualismo;

(2) realizar um estudo interdisciplinar, envolvendo a economia, a filosofia, a psicologia-psicanálise, a teologia, a sociologia, sobre os fundamentos de uma concepção e prática de economia norteada por uma moral “anti-utilitária” ou “não-mercadológica”, até chegar a um esclarecimento das semelhanças e contrastes das chamadas “economia solidária”, “economia cooperativa”, “economia de comunhão”, “economia civil” e “altereconomia”;

(3) esclarecer semântica, histórica e filosoficamente os conceitos de “solidariedade”, “fraternidade” e outros que venham a estar associados à mesma família semântica, com o fim de elucidar questões de ética e filosofia moral, assim como de direito, economia e política.

Natureza

Grupo de estudo

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: