Lançamento do livro. “Cosmovisão andina e Cultura material”, de Danielle Araújo (Ateliê de Humanidades Editorial, 2022)

Na próxima terça-feira (08 de fevereiro), às 19h, teremos o primeiro encontro de lançamento do livro "Cultura material e Cosmovisão andina" (Ateliê de Humanidades Editorial, 2022) com participação da autora Danielle Araújo (Universidade Federal da Integração Latino-Americana - UNILA) e dos convidados Bertha Lopes (ceramista de Pucará, Peru), Ladislao Landa Vasquez (Universidade Federal da Integração... Continuar Lendo →

O que nos dizem os animais? – Entrevista com Dominique Lestel

Publicamos hoje, com legendas em português, a entrevista do filósofo francês Dominique Lestel, feita por André Magnelli no dia 26 de agosto de 2021, no contexto do quinto encontro do Ciclo de Humanidades 2021, com o tema "O que nos dizem os animais". Começamos nossa conversa com uma breve exposição da trajetória intelectual de Dominique... Continuar Lendo →

Live de Homenagem BBLA. Horacio González (1944-2021): o idioma da crítica

Na próxima terça-feira (01 de fevereiro), às 19h, realizaremos uma live em homenagem ao grande sociólogo argentino Horacio González, falecido em 2021 em decorrência da Covid-19. Na data em que o autor comemoraria 78 anos, faremos uma conversa em torno da publicação de "O idioma da crítica", livro do mês de janeiro da Biblioteca Básica... Continuar Lendo →

Ciclo de Humanidades. Entrevista com Séverine Kodjo-Grandvaux. Quais mundos filosóficos a África produz?

No contexto do encontro "Outros mundos sempre existiram: confluências afro-indígenas", no Ciclo de Humanidades 2021, entrevistamos a filósofa Séverine Kodjo-Grandvaux, autora do livro "Filosofias africanas" (Cultura e Barbárie, 2021) e pesquisadora associada no Laboratoire d'études et de recherches sur les logiques contemporaines de la philosophie da Universidade Paris 8. Tendo como entrevistadores o filósofo Fábio... Continuar Lendo →

Ciclo Koselleck – Uma latente filosofia do tempo

Apresentação O historiador alemão Reinhart Koselleck é reconhecido hoje por ter inaugurado a história dos conceitos (Begriffsgeschichte), mas é menos conhecido como um "filósofo do tempo", cuja contribuição permite refletir sobre as estruturas de temporalidade tanto no âmbito da modernidade quanto na dimensão antropológica e fundamental da existência humana. No contexto de lançamento da coletânea... Continuar Lendo →

Aula inagural: Dialogando com Tilly, Furtado e Myrdal: apresentação do curso e tessituras iniciais

Na segunda-feira (29 de novembro), às 18:30h, teremos a aula inaugural do Curso de Extensão Universitária “Dialogando com Tilly, Furtado e Myrdal: Tessituras sobre desigualdades duradouras, políticas públicas de desenvolvimento e desigualdades raciais no Brasil”, do Núcleo de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal da Bahia e do Núcleo de Extensão em Administração da Escola... Continuar Lendo →

Flipelô/Casa de Castro Alves. A potência do ficcional: literatura como arte da convivência

A ficção possui uma potência de criação social? Como a escrita poética e literária pode ser entendida como uma arte de recordar, materializar, traduzir e criar modos de convivência. No dia da Consciência Negra (20 de novembro, às 14h), o Ateliê de Humanidades, em parceira com a Casa de Castro Alves e com o movimento... Continuar Lendo →

Lançamento. Biblioteca Básica Latino-Americana (BBLA) – Fundação Darcy Ribeiro

Nesta quarta-feira (24 de novembro), às 19h, realizaremos o lançamento da Biblioteca Básica Latino-Americana (BBLA), uma realização da Fundação Darcy Ribeiro (Fundar), que tem a parceria do Ateliê de Humanidades juntamente com as editoras Revista de Cultura e Azougue (Brasil), Oca Editorial (Portugal, Espanha e EUA) e Tucán Ediciones (Chile e outros países da América Latina). Teremos uma mesa-redonda com a presença de alguns dos... Continuar Lendo →

Ciclo de Humanidades. Entrevista com Jaider Esbell – Arte indígena contemporânea: modos de fazer, potências do ser

Desde o dia 02 de novembro, Jaider Esbell, artista indígena contemporâneo, muldimídia e ativista, não está mais entre nós. Sendo originário do povo Macuxi, da região do monte Roraima, atual reserva Raposa Serra do Sol, Jaider atuava com artes plásticas, escrita, performances, instalações, música e arte-educação, e era um dos principais artistas da Bienal de... Continuar Lendo →

Noites do Dharma. Dharma e convivialismo – com André Magnelli ee Nrsimhananda Dasa 

O Manifesto Convivialista apresenta um diagnóstico do tempo e propõe cinco princípios que convergem distintas tradições de pensamento, cultura e prática em torno de um objetivo comum: o apuro da arte do conviver. Como é posto explicitamente desde o primeiro Manifesto Convivialista, o movimento convivial não apenas lida com questões centrais de cunho moral, político,... Continuar Lendo →

por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: