Lançamento. Biblioteca Básica Latino-Americana (BBLA) – Fundação Darcy Ribeiro

Nesta quarta-feira (24 de novembro), às 19h, realizaremos o lançamento da Biblioteca Básica Latino-Americana (BBLA), uma realização da Fundação Darcy Ribeiro (Fundar), que tem a parceria do Ateliê de Humanidades juntamente com as editoras Revista de Cultura e Azougue (Brasil), Oca Editorial (Portugal, Espanha e EUA) e Tucán Ediciones (Chile e outros países da América Latina).

Teremos uma mesa-redonda com a presença de alguns dos conselheiros editoriais da BBLA: Paulo Henrique Martins (UFPE, ex-presidente da Associação Latinoamericana de Sociologia – ALAS ), Nora Garita (Universidad de Costa Rica), Gabriel Restrepo (Universidade Nacional, Colombia) e Gabriel Cohn (USP). Além disso, estarão presentes os editores: José Ronaldo Cunha e Maria Elizabeth Brea (Fundação Darcy Ribeiro), Sergio Cohn (Azougue e Oca Editorial), Cristián Plaza Jímenez (Tucán Ediciones) e André Magnelli (Ateliê de Humanidades).

O que é a BBLA?

A proposta da coleção é realizar o mapeamento, a apresentação, a reflexão e o estímulo à criação sobre a cultura e o pensamento latino-americano, através da publicação de livros de ensaios de importantes pensadores e artistas do continente. O objetivo consiste em alcançar um público amplo, por meio de livros com conteúdo de qualidade em edições atrativas e bem-cuidadas, que terão versão em português, espanhol e inglês e publicação em diversos países.

Os primeiros volumes serão: “A américa latina existe?”, de Darcy Ribeiro, “A grande marcha da América Latina”, do uruguaio Angel Rama, “O idioma da crítica”, do argentino Horácio González, “O voo de Tujuí”, da chilena Ana Pizarro, e “Améfrica Ladina”, de Lélia González.

Quando é o lançamento?

24 de novembro (quarta-feira)

Que horas?

19 horas

Onde?


Live de Homenagem BBLA. Horacio González (1944-2021): o idioma da crítica
Na próxima terça-feira (01 de fevereiro), às 19h, realizaremos uma live em …
Fios do Tempo. O amor prático em bell hooks – por Rita Gonçalo
Falar de amor é um ato revolucionário, sobretudo neste momento em que …
Fios do Tempo. A boa palavra de Luís Augusto Fischer – por Marcos Lacerda
Hoje é aniversário do Luís Augusto Fischer (nascido em 1956), escritor, professor …
Ciclo de Humanidades. Entrevista com Séverine Kodjo-Grandvaux. Quais mundos filosóficos a África produz?
No contexto do encontro "Outros mundos sempre existiram: confluências afro-indígenas", no Ciclo …

Deixe uma resposta

por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: