Fios do Tempo: análises do presente – acesse o acervo!

O “FIOS DO TEMPO: análises do presente” é um espaço dedicado a pensar e discutir questões do tempo presente, com temas variados e em formato livre (ensaio, crônica, artigo, etc.). 

Apresentação

O Ateliê de Humanidades se orienta por uma intuição a respeito da importância das humanidades para a autonomia de pensamento e a vida cultural. E assume como valor a realização de um trabalho intelectual a serviço do público e da formação democrática. Para tanto, o Fios do Tempo constitui-se como um espaço de publicação de análises do presente voltadas para o esclarecimento de temas e problemas candentes na esfera pública, de modo a auxiliar na formação do juízo individual e da vontade política. 

Dando continuidade ao trabalho realizado no Jornal do Brasil em 2018 (onde publicamos cerca de 50 artigos), buscamos desembaraçar e percorrer alguns fios de Ariadne que nos esclareçam e guiem em meio aos labirintos de fatos, informações e acontecimentos de nosso tempo. Tendo por princípio a máxima de que “nada do que é contemporâneo nos é estranho”, acolhemos esforços de apreensão pela escrita deste mundo fragmentado, tão resistente e mesmo hostil ao pensamento, publicando artigos, ensaios e até mesmo crônicas, escritos por livre-pesquisadores, colaboradores e parceiros do Ateliê de Humanidades

O Fios do Tempo é independente política e intelectualmente. Nossos compromissos são com a liberdade de pensamento, a verdade dos fatos, a responsabilidade pública, a probidade intelectual, o rigor na argumentação e a experimentação escrita.


O Fios do tempo foi criado em 11 de agosto de 2019 e, desde então, constituiu um acervo considerável de análises do presente. Aos poucos elas serão compiladas em publicações na forma de livros e Cadernos, de modo a se manterem não apenas na memória, mas também no vivo debate.

Para facilitar seu acesso a nosso acervo, disponibilizamos abaixo as nossas últimas 100 publicações! O Acervo completo está disponível aqui.


Apoie o Ateliê de Humanidades

Assim você colabora para a manutenção e o crescimento de uma instituição de livre estudo e pesquisa que tem por missão renovar as humanidades pelo artesanato intelectual, mediar encontros entre intelectuais, líderes, organizações e cidadãos e promover o debate público esclarecido e a cultura democrática.


Fios do Tempo. Para superar o divórcio entre economia e sociedade – por Genauto França Filho, André Magnelli e Philippe Eynaud

Aproveitando o contexto do Ciclo de Humanidades Virtual desta quinta-feira (25 de junho), “Construir a transição social e ecológica: da outra economia à outra gestão“, divulgamos o ensaio “Para superar o divórcio entre economia e sociedade: diagnóstico crítico e notas propositivas em um contexto de pandemia“, escrito por Genauto Carvalho de França Filho, André Magnelli… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Não há mal que sempre dure – Luiz Werneck Vianna

O texto de Luiz Werneck Vianna que ora apresentamos nos oferece uma perspectiva sobre a conjuntura política recente do país, identificando as ameaças à democracia e aos recursos de proteção social que foram constituídos pela Constituição de 1988. Ele aponta para o cerne do projeto autoritário que se articulou a partir da derrocada de nosso… Continuar Lendo →

Cultura, Contato e Contágio: reflexões em tempo de pandemia – por Por Danielle Araújo

O Fios do Tempo publica hoje um artigo da antropóloga Danielle Araújo, professora da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA), que reflete, antropológica e poeticamente, sobre cultura, contato e contágio a partir da pandemia. Entre fatos, fotos e canções, Danielle traz uma reflexão inspirada não apenas em sua vida e conhecimento, mas também em sua… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. O novo Max Weber – por Carlos Eduardo Sell

No dia 14 de junho (domingo), relembramos os 100 anos de morte de Max Weber, um pensador clássico da sociologia e autor de uma das obras mais influentes do século XX. Como preparativo para a live, publicamos hoje no Fios do Tempo o ensaio O novo Max Weber: como as Obras Completas (MWG) desafiam a… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. A resistência ao fascismo tabajara – Luiz Werneck Vianna

Diante da escalada autoritária, Luiz Werneck Vianna expõe com clareza a natureza do problema político que ameaça hoje a democracia brasileira e conclama a nossa resistência. Ele argumenta que o desígnio autoritário tem por alvo a Constituição de 88, com sua inspiração nos modernos Estados de direito democráticos e nas redes de direitos e de… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Uma cidadania sitiada: existe um dilema entre isolamento social e mobilização negacionista? – por P. H. Martins & A. Magnelli

Entre a mobilização negacionista e o “fica em casa” incondicional há mais coisas do que pode pensar nosso vão ativismo. O Fios do Tempo traz hoje um ensaio de Paulo Henrique Martins & André Magnelli sobre os complexos problemas em torno das políticas de combate à pandemia do novo coronavírus, com especial atenção para a… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. A reunião ministerial: “A boca fala do que está cheio o coração” – por Nelson Lellis

Na sequência de nossas análises sobre o Governo Bolsonaro, trazemos hoje no Fios do Tempo mais um artigo de Nelson Lellis, que reflete agora sobre a infame Reunião Ministerial. Fazendo inteligente articulação entre passagens bíblicas e teorias sociológicas, como a de Erving Goffmann, Lellis aprofunda em suas análises sobre as imbricações contemporâneas entre religião e… Continuar Lendo →

Fios do tempo. Crise e ameaça cesarista – por Felipe Maia

O governo Bolsonaro é uma caixa de Pandora. Quanto mais é fuçada, tanto mais nos inunda de males e incertezas, sem que isso nos configure propriamente muitas surpresas. De seu transbordar de crises, exala o projeto de um mundo sombrio; mas lá no seu fundo, jaz nossa esperança de uma democracia fortalecida, que supere a… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. O autoritarismo desconfinado de Jair Messias Bolsonaro – por Frédéric Vandenberghe e Jean-François Véran

O Fios do tempo traz hoje o artigo de Frédéric Vandenberghe e de Jean-François Véran sobre o “autoritarismo desconfinado” de Bolsonaro, publicado originalmente em francês pela AOC, em 21 de maio de 2020. Mesmo que seja um texto escrito para o público estrangeiro, a fim de levar informações fundamentais sobre o cenário sócio-político brasileiro, ele… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Adoecer em um mundo convivial: debates para o tempo que vem – por Jaime Torres Guillén

Hoje, o Fios do Tempo traz outro artigo de Jaime Torres Guillén, agora sobre “adoecer em um mundo convivial”, já publicado aqui em espanhol: “Enfermarse en un mundo convivencial. Debates para el tiempo que viene“. Neste texto, Torres Guillén avança na reflexão sobre qual é a proposta de convivialismo, relacionando-a com o trabalho de Ivan… Continuar Lendo →

Fios do tempo. A pandemia põe o decrescimento na ordem do dia: Raízes teóricas de um debate – por Elimar P. do Nascimento

Com o solavanco repentino das economias em todo o globo, tornou-se possível fazer de nosso presente um laboratório vivo para as propostas de decrescimento. De um lado, a favor do “decrescimento”, encontramos os efeitos positivos da crise sobre a atmosfera, a fauna, a flora e todo o planeta, bem como as reflexões existenciais de cada… Continuar Lendo →

Fios do tempo. A urgência absoluta é evitar o pior – por Thomas Piketty

Iniciamos nesta semana reflexões e proposições a respeito da dimensão econômico-social da crise que atravessamos. Começamos com as publicações do ensaio “O fim de uma era: para uma sociedade maior que o mercado“, de André Magnelli & Thiago Panica, e agora, publicação do artigo “A urgência absoluta é evitar o pior”, de Thomas Piketty, traduzido por… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. O fim de uma era: para uma sociedade maior que o mercado – por André Magnelli & Thiago Panica

Iniciamos nesta semana reflexões e proposições a respeito da dimensão econômico-social da crise que atravessamos. Começamos com as publicações do ensaio “O fim de uma era: para uma sociedade maior que o mercado“, de André Magnelli & Thiago Panica, e em seguida da tradução do artigo “A urgência absoluta é evitar o pior”, de Thomas Piketty…. Continuar Lendo →

Fios do Tempo. O panóptico do Messias – por Nelson Lellis

O Fios do Tempo traz hoje mais um artigo de Nelson Lellis sobre a crise do coronavírus. No primeiro artigo, Lellis refletiu sobre a convocação do jejum nacional e a presença religiosa na política. No texto de hoje, o autor nos traz uma reflexão sobre o “panóptico do Messias”, em um ensaio que, inspirado na… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Enfermarse en un mundo convivencial. Debates para el tiempo que viene – por Jaime Torres Guillén

Hoy, Fios do Tempo trae otro artículo de Jaime Torres Guillén, ahora sobre “enfermarse en un mundo convivencial”. En este texto, Torres Guillén avanza en la reflexión sobre cuál es la propuesta de la convivencialidad, relacionandola con el trabajo de Ivan Illich y sus críticas a la “némesis médica”. Basado en una crítica de la… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. A sociedade do contágio – por Carlos A. Gadea

Trazemos hoje no Fios do tempo, em nossos debates em torno da pandemia, o instigante artigo de Carlos A. Gadea (Unisinos) sobre a “sociedade do contágio”. Tomando como partida uma ficção, inspirando-se no filme “12 macacos”, Gadea analisa nossas experiências de incerteza, falta de confiança, distanciamento social e êxtase comunicacional em uma sociedade cada vez… Continuar Lendo →

Fios do tempo. Carta aos amigos conservadores em tempos de Bolsonaro – por André Magnelli

Jair Messias Bolsonaro foi eleito em 2018 por 57,8 milhões de votos, motivados pelas mais distintas razões. Uma parte do seu apoio esteve dentre pessoas conservadoras e liberais, que acreditavam ter em Bolsonaro não apenas um candidato a derrotar o PT, mas também alguém que representava seus valores mais queridos: tradição, liberdade, moral, família etc…. Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Os dilemas da ação em meio à pandemia – por Raul Francisco Magalhães

Publicamos hoje, em nosso debate no Fios do tempo, uma reflexão sobre quais são os problemas da racionalidade e os dilemas da ação coletiva em meio à atual pandemia. Raul Francisco Magalhães, cientista político professor da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), esclarece aqui as dificuldades inerentes às decisões quando lidamos com bens coletivos… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Ciência, Estado e Modernidade: uma defesa do projeto moderno – por Daniel Chernilo

No debate do Fios do Tempo sobre a pandemia de coronavírus, publicamos hoje um artigo de Daniel Chernilo em “defesa do projeto moderno”. Após ter tratado, em um artigo anterior, sobre como a  atual crise nos permite reconstituir a história recente dos Estados-nação e reconhecer a necessidade de “mais e outra globalização”, Chernilo desenvolve agora… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Ciencia, Estado y Modernidad. Una defensa del proyecto moderno – por Daniel Chernilo

En el debate de Fios do Tempo sobre la pandemia de coronavirus, hoy publicamos un artículo de Daniel Chernilo en “defensa del proyecto moderno”. Después de abordar, en un artículo anterior, cómo la crisis actual nos permite reconstruir la historia reciente de los estados-nación y reconocer la necesidad de “más y otra globalización”, Chernilo ahora… Continuar Lendo →

Fios do tempo. Dez fragmentos e aforismos em tempos de perplexidade – por Gabriel Restrepo

Na continuidade dos debates do Fios do tempo sobre a pandemia de coronavírus, publicamos agora uma belíssima reflexão poético-sociológica do escritor e sociólogo colombiano Gabriel Restrepo. Nestes “Dez fragmentos e aforismos em tempos de perplexidade”, Restrepo acompanha os ritornelos da experiência humana e “ladino”-americana pelas dobraduras do tempo. Sendo um exemplar do que há de… Continuar Lendo →

Fios do tempo. Diez fragmentos y aforismos en tiempos de perplejidad – por Gabriel Restrepo

Continuando con los debates de Fios do tempo sobre la pandemia del coronavirus, ahora publicamos una hermosa reflexión poético-sociológica del escritor y sociólogo colombiano Gabriel Restrepo. En estos “Diez fragmentos y aforismos en tiempos de perplejidad”, Restrepo acompaña a los ritornelos de la experiencia humana y “ladino”-americana a través de los pliegues del tiempo. Siendo… Continuar Lendo →

Fios do tempo.“Precisamos agir com o saber explícito de nosso não-saber”: entrevista com Jürgen Habermas

O debate sobre o coronavírus mobilizou grande parte da intelectualidade estabelecida em busca de interpretações e prognósticos de nossa crise. Em nosso país, pudemos ler as visões de intelectuais já estabelecidos há muito tempo como quase celebridades e pudemos escutar novos, recém-chegados em um proeminente papel de intelectual público (como Byung-Chul Han). Por sua vez,… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Egolatria Religiosa em tempos de pandemia – por Wellington Freitas

Neste primeiro decênio de abril, em meio à pandemia do novo coronavírus, a religião e a política mostraram-se mais uma vez estreitamente vinculadas na vida brasileira. Esse vínculo teve uma ostensiva expressão no Jejum Nacional convocado pelo próprio presidente e pelas principais lideranças religiosas evangélicas. Diante disso, nos dedicamos agora, em nossa série de debates… Continuar Lendo →

Fios do tempo. O Jejum Nacional: Faces de uma sociedade adoecida – por Nelson Lellis

Neste primeiro decênio de abril, em meio à pandemia do novo coronavírus, a religião e a política mostraram-se mais uma vez estreitamente vinculadas na vida brasileira. Esse vínculo teve uma ostensiva expressão no Jejum Nacional convocado pelo próprio presidente e pelas principais lideranças religiosas evangélicas. Diante disso, nos dedicamos agora, em nossa série de debates… Continuar Lendo →

Fios do tempo. Bolsonaro comete um “populicídio” no Brasil – por Frédéric Vandenberghe

Na continuidade de nosso debate em meio à pandemia, publicamos no Fios do tempo um artigo de Frédéric Vandenberghe sobre as tentativas de “populicídio” empreendidas por Jair Bolsonaro. Tendo sido escrito para sair nas páginas do Libération (em 06/04), o artigo expõe a situação brasileira para o público estrangeiro sob a perspectiva de um intelectual… Continuar Lendo →

Fios do tempo. Cenários do pós-coronavírus: das possibilidades existentes à luminosidade da dádiva – por Paulo Henrique Martins

Dando continuidade ao debate em torno da crise desencadeada pela pandemia de coronavírus, publicamos mais um texto de Paulo Henrique Martins. Após ter lançado o debate no Fios do tempo com o ensaio “Coronavírus: da crise do capitalismo neoliberal às vias de uma democracia convivial”, Paulo Henrique Martins avança ainda mais agora em seu esforço… Continuar Lendo →

Fios do tempo. Coronavirus: From the crisis of neoliberal capitalism to a convivialist democracy – by Paulo Henrique Martins

Today we will publish in English the first article in a series of debates on the coronavirus pandemic, conducted in Fios do Tempo [Threads of Time] at Ateliê de Humanidades. In this article, Paulo Henrique analyzes the current global systemic crisis, its reasons and its possible consequences. In a purposeful way, he also brings the… Continuar Lendo →

Fios do tempo. El derecho a la salud frente al coronavirus: reflexiones a partir de la experiencia colombiana – por Hernando Sáenz Acosta

Continuando con la serie de debates sobre el coronavirus, publicamos el artículo del economista colombiano Hernando Sáenz Acosta que reflexiona sobre el derecho a la salud y la propuesta de convivencia frente a los desafíos derivados de la pandemia en curso, llevándonos a hacer un análisis de la experiencia de privatización en Colombia desde la… Continuar Lendo →

Fios do tempo. O direito à saúde em face ao coronavírus: reflexões a partir da experiência colombiana – por Hernando Sáenz Acosta

Na continuidade da série de debates sobre o coronavírus, publicamos o artigo do sociólogo colombiano Hernando Sáenz Acosta que reflete sobre o direito à saúde e a proposta convivialista em face aos desafios oriundos da pandemia em curso, trazendo-nos para tanto uma análise da experiência de privatização ocorrida na Colômbia desde os anos 1990. Com… Continuar Lendo →

Fios do tempo. Soberania, exceção e o desafio da reconstrução democrática: sobre Byung-Chul Han e o coronavírus – por Joanildo Burity

Seguindo com nosso debate sobre a pandemia de coronavírus, publicamos hoje as reflexões críticas de Joanildo Burity (UFPE) em resposta ao artigo “O coronavírus de hoje e o mundo de amanhã”, publicado pelo filósofo coreano Byung-Chul Han no El País; artigo que, por sua vez, teceu críticas à análise feita pelo filósofo esloveno Slavoj Žižek… Continuar Lendo →

Fios do tempo. Vírus, um rizoma: ou quando a natureza de Deus e os bosques do Hino nada têm a dizer – por Aldo Tavares

Após publicarmos uma sequência de artigos sociológicos em nossa série sobre a pandemia de coronavírus, publicamos hoje um artigo mais filosófico sobre as questões suscitadas pelo nosso tempo. Em diálogo com Gilles Deleuze, Félix Guattari, Henri Bergson, dentre outros, Aldo Tavares nos brinda com uma reflexão sobre a natureza rizomática do vírus e como ela… Continuar Lendo →

Fios do tempo. La crisis del virus corona: breve historia del desanclaje entre globalización, sistema internacional y estados-nación – por Daniel Chernilo

Continuando con la serie de debates sobre el coronavirus de Fios do tempo, publicamos ahora en español el texto del sociólogo y filósofo chileno Daniel Chernilo, quien analiza la crisis actual y expresa una desconexión entre la globalización, el sistema internacional y los estados-nación. En su característico estilo de reflexión, Chernilo presenta 11 tesis agudas… Continuar Lendo →

Fios do tempo. A crise do coronavírus: breve história do desencaixe entre globalização, sistema internacional e Estados -nação – por Daniel Chernilo

Na continuidade da série de debate sobre o coronavírus do Fios do tempo, publicamos o texto do sociólogo e filósofo chileno Daniel Chernilo, que analisa a crise atual expressando um desencaixe entre a globalização, o sistema internacional e os Estados-nação. Em seu estilo de reflexão característico, Chernilo apresenta 11 teses agudas e precisas que nos… Continuar Lendo →

Fios do tempo. Sobre pandemias, catástrofes y otras patologías sociales – por Jaime Torres Guillén

Como parte de nuestra serie de debates sobre la pandemia de coronavirus, ahora publicamos el artículo en español de Jaime Torres Guillén, profesor de la Universidad de Guadalajara, México. En este artículo, Torres Guillén propone que la sociología y otras ciencias humanas contribuyan a un análisis externo de los acontecimientos actuales, aclarando la pandemia en… Continuar Lendo →

Fios do tempo. Sobre pandemias, catástrofes e outras patologias sociais – por Jaime Torres Guillén

Como parte de nossa série de debates sobre a pandemia de coronavírus, publicamos agora o artigo de Jaime Torres Guillén, professor da Universidade de Guadalajara, México. Neste artigo, Torres Guillén propõe que a sociologia e as demais ciências humanas contribuam para uma análise externa dos acontecimentos em curso, esclarecendo a pandemia em seus aspectos sociais,… Continuar Lendo →

Fios do tempo. Solidariedade e confiança são os melhores recursos para lidar com a crise – por Felipe Maia

Na série de debate sobre coronavírus no Fios do tempo, publicamos hoje artigo de Felipe Maia, que faz uma análise sociológica e política sobre a crise desencadeada pela pandemia de coronavírus. Neste excelente texto, Felipe Maia reflete sobre questões centrais: como a atual crise muda nossa forma de pensar a sociedade e agir coletivamente? Como… Continuar Lendo →

Fios do tempo. Em tempos de solusvírus, será possível convivialismo? – por Marco A. de C. Silva

No contexto do debate sobre o coronavírus, lançado por Paulo Henrique Martins, publicamos o artigo de Marco Aurélio de C. Silva, escrito com colaborações pontuais de André Magnelli. Fazendo uma interlocução entre distintas interpretações da atualidade, como Byung-Chul Han, Richard Sennett e Marcel Gauchet, Marco reflete sobre a possibilidade do convivialismo: em tempos de coronavírus,… Continuar Lendo →

Fios do tempo. Coronavirus: De la crisis del capitalismo neoliberal a las vías para una democracia convivencial

Hoy publicamos en español el artículo de Paulo Henrique Martins sobre la pandemia de coronavirus. En este artículo, Paulo Henrique analiza la actual crisis sistémica global, sus razones y sus posibles consecuencias. De manera decidida, también trae el debate de la convivencialidad (“convivialismo” en portugués), proponiendo que nos enfrentamos a la oportunidad de reconfigurar la… Continuar Lendo →

Fios do tempo: Coronavírus: da crise do capitalismo neoliberal às vias de uma democracia convivial

Publicamos hoje um primeiro artigo sobre a pandemia de coronavírus, que inicia um debate proposto por Paulo Henrique Martins a ser conduzido no âmbito do Fios do Tempo no Ateliê de Humanidades. Neste artigo, Paulo Henrique analisa a atual crise sistêmica global, suas razões e seus possíveis desdobramentos. De forma propositiva, ele traz também o… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. Desconstrução ou devastação? – por Fábio Costa

Publicamos hoje no Fios do Tempo um artigo de Fábio Costa sobre o que é a desconstrução, entendendo-a para além das confusões, e mesmo barafundas, do senso comum acadêmico. Recuperando o sentido do termo em Heidegger, o autor mostra como a desconstrução tem um sentido antes de tudo filosófico, muito mais próximo de uma experiência… Continuar Lendo →

Fios do tempo. Em busca do Proust perdido – por Roberto Pedretti

Publicamos hoje no Fios do tempo o artigo “Em busca do Proust perdido”, de Roberto Pedretti. Ele é o primeiro de nossa tribuna a tocar diretamente o tema da literatura, o que é feito como preparativo do ciclo “Para Ler o Século XX através da Francofonia: autores, movimentos e perspectivas”, que ocorrerá na BiblioMaison, consulado… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. O reino do brincar – por Aldo Tavares

O Fios do Tempo publica nesta sexta-feira de Carnaval um texto de Aldo Tavares sobre o Momo e o reino do brincar. Neste texto, expõe-se a história e a metafísica presentes na figura milenar do rei Momo, que é mais profunda do que aquela com a qual estamos acostumados, a de um homem acima do… Continuar Lendo →

Fios do Tempo Poético. Trilogia do Riso Fundamental, por Ricardo Passos

O Fios do tempo desta quarta-feira, 19 de fevereiro, véspera de carnaval, é poético, pois poeticamente também se pode falar, criticar e rir do mundo, dos outros e de si mesmo. A “Trilogia do Riso Fundamental”, escrita por Ricardo Passos (heterônimo de André Magnelli) foi escrita no emaranhado de nosso tempo, inspirado-se em referências públicas… Continuar Lendo →

George Steiner (1929-2020), o último leitor – por Alberto L. C. de Farias

Recebemos com tristeza, na noite do dia 03 de fevereiro, a nota de falecimento do filósofo, escritor, ensaísta, crítico literário e educador George Steiner. Tendo exercido uma forte influência sobre a concepção de vida intelectual, de leitura e de educação do Ateliê de Humanidades, a ponto de figurar como epígrafe do pequeno “Manifesto Editorial” que… Continuar Lendo →

O corpo tem suas razões amorosas – por Paulo Henrique Martins

Começamos o Fios do tempo: análises do presente de 2020 com um pequenino artigo de Paulo Henrique Martins sobre o corpo, as emoções e a mente. Refletindo sobre as sabedorias e técnicas “orientalistas” cada vez mais assimiladas nas sociedades “ocidentais”, ele traz, com simplicidade, os princípios da filosofia taoísta e sua importância em um contexto… Continuar Lendo →

Artigo. Os fios que sustentam Bolsonaro – por Felipe Maia

O Fios do tempo: análises do presente publica hoje artigo de Felipe Maia (UFJF) com um balanço da conjuntura política neste final de primeiro ano do Governo Bolsonaro. De olho nos últimos movimentos da sua política, como a busca de criação do partido Aliança pelo Brasil, o autor analisa a estratégia do presidente e seu… Continuar Lendo →

Artigo. O fim do ciclo do Antropoceno, por Paulo Henrique Martins

Disponibilizamos hoje, no Fios do tempo: análises do presente, o artigo de Paulo Henrique Martins sobre “o fim do Ciclo do Antropoceno”. Com sua costumeira amplitude de espírito e compreensão, o autor reflete sobre o sentido do “Antropoceno” e o seu possível fim, partindo das representações de ciclo de nascimento, vida e morte presente nas… Continuar Lendo →

Artigo. Rojava, da experiência curda à invasão turca, por Luiz Souto

Publicamos no Fios do tempo: análises do presente deste domingo um artigo de Luiz Souto onde é relatada a experiência curda de “confederalismo democrático” ocorrida na região de Rojava durante a Guerra na Síria, e são analisados, de um ponto de vista político e geopolítico, quais são os fatores envolvidos e as consequências da recente invasão turca na… Continuar Lendo →

Artigo. A porta de Marielle, por Elton Luiz Leite de Souza

No Fios do tempo: análises do presente publicamos hoje artigo de Elton Luiz Leite de Souza, colaborador periódico desta tribuna. Nele, o autor se pergunta sobre qual mensagem porta a porta de Marielle, deslocada de seu gabinete para a exposição do Museu da Maré. Ao aproximar a porta do gabinete daquela do mito de Hermes,… Continuar Lendo →

Artigo. A canção brasileira como música de invenção e ensaio – por Marcos Lacerda

Publicamos hoje no Fios do tempo: análises do presente o primeiro artigo da série e temporada Brasil, entre ideias e canções, com publicações sobre música popular brasileira na tribuna Fios do tempo e no podcast República de Ideias. Sob liderança do sociólogo, ensaísta e crítico Marcos Lacerda, livre-pesquisador do Ateliê de Humanidades e ex-diretor do… Continuar Lendo →

Artigo. A quem interessa esquecer Fabrício Queiroz? – por Marcos Nobre

O Fios do tempo: análises do presente traz hoje um artigo de Marcos Nobre (Unicamp). Sendo um dos principais analistas contemporâneos, Nobre lança uma provocativa pergunta: a quem interessa esquecer Fabrício Queiroz? A ela responde de modo inesperado, fazendo uma fina análise de conjuntura política, esquivando-se de uma costumeira interpretação partidária. Constatando como Bolsonaro “vive… Continuar Lendo →

Artigo. Quando a transparência nos assujeita – por Marco Aurélio de Carvalho Silva

O Fios do tempo: análises do presente publica hoje um artigo de Marco Aurélio de Carvalho Silva que analisa as mudanças nas práticas ascéticas em nossa “sociedade da transparência”. Dialogando a psicanálise de Freud e Lacan com autores como Walter Benjamin, Richard Sennett, Byung-Chul Han e Marcel Gauchet, Marco Aurélio reflete sobre as consequências negativas… Continuar Lendo →

Artigo. Sobre os fios – por Elton Luiz Leite de Souza

O Fios do tempo: análises do presente publica, neste sábado, artigo de Elton Luiz Leite de Souza, que estreia como colaborador periódico de nossa tribuna. Com toda sua cultura filosófica e mitopoética, Elton Leite nos nodela em uma reflexão sobre a imagem de pensamento que norteia este espaço de análises: o que são os fios?… Continuar Lendo →

Artigo. O anti-intelectualismo diante da figuração moderna do horrível – por Paulo Henrique Martins

O “Fios do tempo: análises do presente” publica hoje um artigo de Paulo Henrique Martins (UFPE) sobre a ascensão do anti-intelectualismo. Diagnosticando o avanço do desconstrutivismo não apenas como resposta a uma crise da modernidade, mas também como movimento autofágico do capitalismo neoliberal, Paulo Henrique contribui para nossa reflexão, feita nesta semana no Ciclo de… Continuar Lendo →

Artigo. E pretendeis possuir a verdade, e vossa opinião aprisionará o amor – por André Magnelli

Publicamos hoje, no Fios do Tempo: Análises do presente, um artigo de André Magnelli (livre-pesquisador e diretor do Ateliê de Humanidades). A partir das citações que Bolsonaro faz em seu twitter do versículo “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”, Magnelli reflete sobre os usos da religião nas atuais “políticas de autenticidade” que,… Continuar Lendo →

Artigo. Vossa Alteza há de ser muito bem servida por esta Pátria Amada Brasil – Por: Lindoberg Campos

Publicamos hoje, no Fios do Tempo: Análises do presente, um artigo de Lindoberg Campos (Ateliê de Humanidades / PUC-RJ) sobre a escolha do filho do presidente como embaixador nos EUA. Lindoberg se propõe a pensar nossa crise de legitimidade por meio de uma viagem pela história patrimonialista de nossa “pátria amada”, desde o suposto pedido… Continuar Lendo →

Artigo. O método desta loucura – Por: Luiz Werneck Vianna

Lançamos hoje nossa tribuna “FIOS DO TEMPO”, que é um espaço dedicado a pensar e discutir questões do tempo presente, com temas variados e em formato livre (ensaio, crônica, artigo, etc.). Temos a alegria de publicar como lançamento um artigo do sociólogo Luiz Werneck Vianna (PUC-RJ). Sendo reconhecido como um dos principais intérpretes da civilização… Continuar Lendo →

Quando um ministro da educação não sabe o que é escrever e pensar

Por Aldo Tavares* Ungido por padres e pastores, o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, soube escolher, pela segunda vez, o melhor nome para ministro da Educação: Abraham Bragança de Vasconcellos Weintraub, conhecedor profundo da educação brasileira – em particular, da Filosofia – pela razão de ter dedicado sua vida à economia. Mestre em administração… Continuar Lendo →

Manifesto por uma disciplina inútil, a ciência do homem, por André Leroi-Gourhan

Apresentação O texto aqui publicado é um manifesto pela “ciência do homem”, em defesa da importância humana de sua “inutilidade” e “gratuidade”. Publicado em 1974 no jornal Le Monde, este texto do etnólogo e pré-historiador André Leroi-Gourhan mostra toda sua atualidade ao abordar temas como a crise das universidades, as consequências da mundialização e a… Continuar Lendo →

“Marighella” tem algo a dizer às esquerdas de hoje?

Aldo Tavares* Se uns dizem revolução e outros, ditadura, a história registra que, de 1º de abril de 1964 a 15 de março de 1985, militares governaram esta Pátria Amada por longos 21 anos, sem os devidos conflitos naturais da democracia. Para o baiano Carlos Marighella, o que houve em 64 foi um golpe militar… Continuar Lendo →

O presidente e a imprensa, por Carlos Alberto Rabaça

A relação entre o presidente Bolsonaro e os meios de comunicação tem sido carregada de paixões. O paroxismo do amadorismo político se apresenta nas manifestações lamentáveis a respeito daqueles que zelam pelo direito à informação e à transparência da coisa pública. E o motivo é evidente: a imprensa investiga, analisa e divulga atitudes do Governo… Continuar Lendo →

Naufrágio de uma chancelaria rumo à pátria perdida

Por André Magnelli

O mundo de Ernesto Fraga naufraga. Basta saber se o Brasil se deixará imergir sob as águas turvas de uma tormenta ou se descobrirá nela apenas uma marolinha.

A nomeação do chanceler para o Ministério havia acendido um alerta para aqueles que reconheceram a tradição de pensamento por detrás das suas ideias: o velho anti-iluminismo, que esteve na origem dos fascismos do século XX. Conhecendo o “espírito” de sua reforma no MRE, não ficamos surpresos pelo atual clima de caça às bruxas, nem tampouco pela demissão do diplomata Paulo Roberto de Almeida da presidência do IPRI. O que explica que um diplomata marginalizado pelos governos do PT e de convicções liberais, com livro sobre nada menos do que Roberto Campos, seja defenestrado por ter postado textos críticos sobre a política exterior no seu Blog?

Agonies of the public sphere in times of Narcissus

Narcissus finds it ugly what is not a mirror and hates what, being public, has no face.

Today’s public life is exciting, agitated and even activist. However, the fact that it is intense, it does not necessarily mean it is well; quite the contrary, it may signal that it is agonizing.

Sob o olhar de Luzia – Ateliê de Humanidades para o Jornal do Brasil

Sob o olhar de Luzia seguimos o rumo sem prumo; num barco sem mastro, numa estrada sem guia, numa terra onde a lei do mais forte e valente parece ser o norte. Busca-se entender o que é o humano e se ainda Luzia poderá vislumbrar a centelha do último elemento da caixa de Pandora a conduzir-nos por novas veredas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: