Podcast. O direito à saúde em face ao coronavírus: um diálogo latino-americano

O República de Ideias, na continuidade da série de debates sobre o coronavírus, publica um episódio que discute o artigo do economista colombiano Hernando Sáenz Acosta. Nele, o autor reflete sobre o direito à saúde e a proposta convivialista em face aos desafios oriundos da pandemia em curso, trazendo para tanto uma análise da experiência de privatização ocorrida na Colômbia desde os anos 1990.

Com isso, Hernando gera uma importante reflexão cruzada: aos colombianos (e outros que sofreram um processo de privatização de seus sistemas de saúde) , é dada a oportunidade de refletir sobre a natureza do processo de privatização; e aos brasileiros, é dada a possibilidade de refletir sobre o sistema público de saúde e dos direitos sociais, antevendo quais seriam as consequências de uma privatização avançada.

Para garantir esse reflexão cruzada, também convidamos a pesquisadora e mestra em saúde coletiva pela UFF, Amanda Rodrigues. Ela nos apresenta um pouco da história e princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro. Destaca os desafios e as ameaças presentes, permitindo identificar as diferenças e similitudes com o caso colombiano.  

Por fim, temos a participação de Emmanuel Rapizo, que apresenta um panorama da estrutura da área de saúde no México.A conversa é sobre o ensaio que publicamos no Fios do tempo. Convidamos a todos que o leiam também: https://ateliedehumanidades.com/2020/03/30/fios-do-tempo-o-direito-a-saude-em-face-ao-coronavirus-reflexoes-a-partir-da-experiencia-colombiana-por-hernando-saenz-acosta/.

Desejamos uma boa escuta!

Apresentadores: André Magnelli e Emmanuel Rapizo

Convidados: Hernando Sáenz Costa (Universidade Santo Tomás – Bogotá, Colômbia) Amanda Rodrigues (Fiocruz)

Edição: Henrique Rapizo

Vinheta de abertura: Bruno Albert

Tópicos:

1. Saúde como direito ou saúde como mercadoria;
2. A montagem do sistema colombiano de saúde: como funciona, quais problemas? (Hernando Sáenz)
3. O Sistema único de Saúde no Brasil: como funciona e é percebido (Amanda Rodrigues)
4. O sistema mexicano: o desafio atual de construção de um sistema público (Emmanuel Rapizo)
5. Quais são os processos de privação em curso? Como se dá a relação entre público e privado no Brasil?
6. Modelo hospitalar e modelo de atenção primária
7. Efeitos positivos da descentralização do SUS no Brasil
8. Os desafios contemporâneos em meio à pandemia
9. Perspectivas desejadas para o pós-pandemia na Colômbia, no México e no Brasil.


Hernando Sáenz Acosta é economista, professor da Faculdade de Sociologia da Universidade Santo Tomás, Bogotá, Colômbia. Livre-investigador parceiro do Ateliê de Humanidades, é economista e doutor em planejamento urbano e regional, dedicado aos estudos urbanos desde uma perspectiva convivialista.


Amanda Rodrigues é pós-graduada na Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) e atualmente trabalha no Hospital de campanha da FIOCRUZ.


Siga o Ateliê de Humanidades nas redes sociais!

Twitter: https://twitter.com/AtelieHuman
Instagram: https://www.instagram.com/ateliedehumanidades/
Facebook: https://www.facebook.com/ateliedehumanidades/
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCcS3jWlBCrLvtcWgmgDcn1w/featured


Escolha algum dos armazenadores de podcast abaixo.
É só clicar!


Ciclo de Humanidades 2021. Imaginar é preciso

Proposta Neste encontro, refletiremos sobre a importância da imaginação humana para compreender e superar nossa realidade asfixiante. As utopias parecem se esgotar e a própria realidade vem a se tornar “distópica”. Mas, como diria o poeta, “se é preciso viver, então imaginar é preciso!”. Em um diálogo entre o cinema, a literatura e filosofia, dialogaremos… Continuar Lendo →

André Magnelli participa de IT Forum Anyhere

André Magnelli estará amanhã no IT Forum Anywhere, participando da mesa “O Salto da Tecnologia no Brasil”, às 8:30h da manhã. Para ver a programação ou se inscrever do IT Forum, que teve a participação de Lilia Schwarcz na plenária de abertura, só acessar: https://itforum.com.br/forum/it-forumanywhere/ Integrantes da Mesa: “Salto da tecnologia no Brasil” Silvio MeiraCientista-Chefe,… Continuar Lendo →

#056 Lançamento. Revista Uma Canção – clássicos e contemporâneos

Uma Canção – clássicos e contemporâneos é uma revista online sobre crítica da canção contemporânea. Para celebrar seu lançamento, o Ateliê de Humanidades promoveu uma conversa com seus editores, Alexandre Marzullo e Marcos Lacerda, tendo como convidado especial o cantor, compositor e violonista Negro Léo. O bate-papo passou por temas como: a inspiração para a… Continuar Lendo →

Fios do tempo. Chaïm Perelman, sua vida, sua obra – por André Magnelli

Hoje, no Fios do Tempo, trazemos a transcrição da primeira aula do curso A Nova Retórica de Chaïm Perelman que lecionei no dia 28 de junho de 2016 (e que já havia sido ensinado em 2013). A aula foi transcrita naquele ano por um brilhante ex-aluno e querido amigo (de quem estou com saudades), Raphael… Continuar Lendo →

Fios do Tempo. A Igreja Católica em crise

Há alguns dias (04 de junho), o cardeal alemão Reinhard Marx apresentou uma carta de renúncia ao Papa em meio a mais um episódio da crise interna da igreja Católica. Como interpretar tal fato? Seria ele um acontecimento banal restrito à situação alemã ou expressa ele um conflito muito mais profundo e decisivo? Em uma… Continuar Lendo →

Pontos de leitura. As origens da arte de bem-falar no mundo grego e a Sofística – por Rita Codá

Começamos nossa saga épica pela história da retórica nesta semana, com o início do curso Retórica Clássica, com a professora Rita Codá. Neste contexto, publicamos aqui no Pontos de Leitura um texto de introdução ao nascimento da arte retórica na Grécia, escrito por Rita Codá, enquanto material de estudos do conteúdo da primeira aula. Desejamos… Continuar Lendo →

Fios de Tempo. “Muita cachaça e nada de oração” – por Nelson Lellis

As redes se divertiram bastante sobre a declaração do Papa Francisco de que no Brasil estamos perdidos porque “tem muita cachaça e nada de oração”. Um momento de descontração, para rir de nós mesmos em meio ao pesadelo no qual mergulhamos com afinco. Mas… o que mais podemos pensar a respeito desta frase? O que… Continuar Lendo →

Lançamento do livro “A cultura é livre: uma história da resistência antipropriedade”, de Leonardo Foletto

Em parceria com o projeto BaixaCultura e o site EmRede, faremos na próxima terça-feira (01 de junho, às 18h) o lançamento do livro “A cultura é livre: uma história da resistência antipropriedade”, de Leonardo Foletto. Além do autor do livro, teremos a presença de Beatriz Martins, jornalista, pesquisadora e responsável pelo site EmRede (@SiteEmRede) e… Continuar Lendo →

Deixe uma resposta

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: