Pontos de Leitura. Sob a direção da razão e a generosidade do amor, ou como destruir o ciclo do ódio recíproco, por Baruch de Spinoza

Proposição XXXI

(…) cada um faz esforço, tanto quanto está em seu poder, para que os outros AMEM o que ele ama e ODEIEM o que odeia.

(…)

Escólio: Este esforço para fazer com que cada um aprove o que amamos ou odiamos é, na verdade, AMBIÇÃO;

vemos, assim, que cada um, por natureza, deseja que os outros vivam segundo as suas idéias, e, como todos têm o mesmo desejo, acontece que se incomodam uns com os outros; e porque todos querem ser louvados ou amados por todos, daí resulta um ÓDIO MÚTUO.

Proposição XLIII.

O ódio é aumentado por um ódio recíproco e pode, ao contrário, ser DESTRUÍDO PELO AMOR.
(…)

Proposição XLVI:

Quem vive sob a direção da RAZÃO, esforça-se, quanto pode, por compensar pelo AMOR, ou seja, pela GENEROSIDADE, o ódio, a ira e o desprezo, etc., de outrem para consigo mesmo.

ÉTICA (1677) – Baruch de Spinoza
Achado de André Magnelli

Imagem: Peaceful hearts doctor – Branksy

Os comentários estão encerrados.

Site no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: